Como Passei Duas Vezes no Concurso TJ-MG

Cursos para Concurso TJ-MG 2017
Cursos para Concurso TRE RJ

Olá! Aqui é o Guilherme Machado, servidor público e editor aqui do Blog QPC. Neste artigo, vou contar pra você como passei duas vezes no Concurso TJ-MG.

Além disso, vou passar algumas dicas de preparação para que você também consiga passar no próximo Concurso TJ-MG.

Ao longo do texto, serão abordados os seguintes tópicos:

  • Material de estudo utilizado;
  • Método de estudo aplicado;
  • Dicas de preparação para o concurso TJ-MG 2016.

Ao final do artigo, vou disponibilizar alguns BÔNUS gratuitos.

Mas, antes disso, quero comprovar para você que eu realmente passei duas vezes no concurso TJ-MG. 

É que hoje em dia tem muita gente escrevendo sobre como passar em concursos sem nunca ter sido aprovado em um.

Assim, recomendo que, antes de pegar dicas de estudo com alguém, peça para ver os resultados concretos que a pessoa alcançou. Peça para ver os atos de nomeação.concurso TJ-MG 2016

E como não quero que você desconfie nem por um minuto da minha autoridade para escrever sobre como passar no Concurso TJ-MG, seguem os links para você comprovar que já fui aprovado e nomeado duas vezes nesse concurso:

1 – Concurso TJ-MG 2ª Instância – 2007. Cargo: Oficial Judiciário (nível médio). Clique aqui para acessar o ato de nomeação.

2 – Concurso TJ-MG 2ª Instância – 2011. Cargo: Técnico Judiciário (nível superior – especialidade Direito). Clique aqui para acessar o ato de nomeação.

Agora vamos ao que interessa, já que o objetivo deste artigo é que você também seja aprovado nos próximos concursos TJ-MG.

Como passei duas vezes no Concurso TJ-MG

1 – Primeira aprovação – Cargo de Oficial Judiciário (Nível médio)

– Material de estudo

A minha primeira aprovação ocorreu no concurso TJ-MG 2ª instância realizado em 2007.

Naquela ocasião, como ainda não havia me formado no curso de Direito, resolvi concorrer ao cargo de Oficial Judiciário, que exige apenas nível médio.

Como era o meu primeiro concurso e não tinha experiência alguma em concursos públicos, estava totalmente perdido. Não sabia nem por onde começar.

Por isso, resolvi me matricular em um cursinho presencial voltado para o concurso TJ-MG para ter algum direcionamento de como funcionam as coisas.

Nesse cursinho, consegui uma boa noção de como deve ser o estudo para concursos públicos, que é completamente diferente do estudo universitário.

Uma vez concluído esse curso, resolvi estudar por contra própria.

O primeiro passo foi adquirir um material específico para o concurso TJ-MG, com teoria, lei seca e exercícios, para revisar e fixar o que eu já tinha visto no cursinho.

Então procurei alguns cursinhos e editoras de BH (Méritus, Pró-Labore, Orvile Carneiro, Editora Atualizar) e adquiri duas apostilas: uma com toda a teoria e outra só com a lei seca. 

Também adquiri todas as apostilas que encontrei contendo só exercícios, principalmente com questões anteriores da Fundep, banca organizadora do concurso TJ-MG de 2007.

– Método de estudo

De posse desse material, primeiramente li toda a apostila de teoria para relembrar o conteúdo. Sempre duas matérias por dia.

Em seguida, fiz uma revisão dessa teoria por meio da resolução de centenas de exercícios e leitura da lei seca. A cada exercício que errava, procurava ler e reler os artigos relacionados na apostila de lei seca até fixar o conteúdo.

Quando sentia alguma dificuldade maior, voltava na apostila teórica e quebrava a cabeça até entender o assunto.

Também baixei e resolvi todas as provas anteriores que encontrei da Fundep que tinham questões das mesmas matérias que seriam cobradas no concurso TJ-MG.

E assim foi até o dia da prova: revisão de todo o conteúdo por meio da resolução exaustiva de exercícios.

O fato é que se você vai prestar qualquer concurso de Tribunal para cargos que exigem nível médio, precisa entender que não adianta ficar lendo livros e mais livros com teoria que não vai cair na prova.

Essa é uma excelente forma de você perder tempo e dinheiro estudando pelo método errado e pelo material que não é adequado.

É claro que você não pode descuidar da teoria, mas o seu foco deve ser a legislação seca e resolver muitos, mas muitos exercícios, principalmente da mesma banca organizadora do concurso que irá prestar.

Em provas de concursos para cargos que exigem nível médio a concorrência é muito alta e você tem uma margem pequena de erro. Você precisa ter um índice de acerto muito alto para ter chances de ser aprovado e nomeado.

Atualmente, esse índice está perto de 90%. Por isso, você tem que treinar muito antes para errar pouco na hora da prova.

E foi isso que eu fiz. Estudei a teoria, mas somente por meio de apostilas bem objetivas e didáticas. Mas o meu foco foi na lei seca e nos exercícios.

– Resultado

E deu certo: o resultado foi que acertei 54 das 60 questões.

Mas para você ter uma ideia da concorrência nesse concurso, mesmo com esse aproveitamento de 90%, fiquei na colocação 426 e demorei pouco mais de 1 ano para ser nomeado.

Em relação ao concurso TJ-MG 2016, não se preocupe que, ao final do artigo vou indicar para você o material que considero de melhor qualidade atualmente.

2 – Segunda aprovação – Cargo de Técnico Judiciário (Nível superior – especialidade Direito)

– Material de estudo

A minha segunda aprovação ocorreu no concurso TJMG 2ª instância, mas no seguinte, realizado em 2011.

Nessa época, já havia me formado na faculdade e decidi tentar uma vaga no cargo de Técnico Judiciário, que exige nível superior em Direito.

Mas, nesse caso, sabia que não poderia seguir à risca a estratégia de preparação adotada no concurso anterior.

Apesar de a metodologia ter dado certo no concurso de 2007, dessa vez teria que fazer algo a mais, já que estava almejando um cargo que exige formação jurídica.

E, nesse tipo de concurso, apostilas teóricas e lei seca não são suficientes, já que são comuns questões cobrando doutrina jurídica.

Mas nem por isso eu optei por comprar livros e mais livros de doutrina, com centenas de páginas, mas com muito conteúdo que não é exigido na hora da prova.

Assim, a saída encontrada foi comprar um curso que abordasse toda a teoria jurídica exigida no concurso, mas de forma objetiva e didática. Ocorre que, dessa vez, eu não estava disposto a fazer um curso presencial.

É que após o surgimento dos cursos online, perdi o interesse por cursos presenciais. Acho que se perde muito tempo e dinheiro com deslocamento, alimentação e conversas de corredor (concurseiro adora contar uma história no intervalo..rs..).

Além disso, os cursos online têm algumas outras vantagens, como a possibilidade de pausar as aulas e voltar na explicação quando não entender, e a facilidade de assistir e rever as aulas quando e onde quiser.

Mas essa questão do online ou presencial é muito pessoal e vai de cada um. No meu caso, prefiro cursos online, mas sempre tive disciplina para estudar por conta própria.

Foi então que um amigo me indicou o material do Estratégia Concursos específico para o concurso TJ-MG.

E nesse material do Estratégia Concursos encontrei tudo que eu precisava. O curso era online, no formato em PDF + Videoaulas, completo e atualizado, com toda a teoria exigida no concurso, e com muitas questões anteriores comentadas.

Dessa forma, decidi não investir tempo e dinheiro em um cursinho presencial e mergulhei de cabeça nesse material do Estratégia Concursos.

Eu terminava de ler um tópico e na sequência já resolvia todos os exercícios pertinentes ao assunto que estavam disponíveis no material.

A vantagem é que o PDF do Estratégia Concursos funciona assim: primeiro o assunto teórico é abordado de forma didática e esquematizada. Logo em seguida, há uma bateria de exercícios referentes à matéria, sendo que muitos são comentados.

E isso facilita muito a fixação do que foi estudado.

Mas ainda assim me sentia inseguro para a prova de Português. É que no concurso anterior essa matéria teve um peso enorme. Das 60 questões objetivas da prova, 30 eram de Português, e acertei apenas 26, o que me faz cair várias posições.

Assim, resolvi procurar um curso online de Português específico para o concurso TJ-MG.

Foi então que descobri os cursos da Professora Flávia Rita, que oferece o curso online no site www.flaviarita.com

Se você ainda não conhece a Professora Flávia Rita, saiba que ela é uma das maiores autoridades do país em Português e Redação para concursos públicos. Não é à toa que ela já deu entrevista até no programa do Jô!

Professora Flávia Rita no Programa do Jô:

Cursos Online - Flávia Rita

Dessa forma, além do material do Estratégia Concursos, comprei um curso online de Português para o concurso TJ-MG.

Por fim, resolvi repetir parte do que deu certo no concurso anterior e comprei apostilas só com a lei seca e exercícios anteriores da banca organizadora que, nesse concurso, foi a Fumarc.

O objetivo era repetir o método de revisar a teoria por meio da lei seca e exercícios.

E foi aí que conheci as apostilas da Editora Atualizar, onde atua o professor Emerson Bruno. Nessa editora, encontrei apostilas bem organizadas, atualizadas e com tudo o que eu precisava. Comprei todas de lei seca e exercícios.

Também por meio dessa editora descobri o trabalho realizado pelo Professor Emerson Bruno que, além de se dedicar às apostilas, também grava aulas para concursos e as disponibiliza gratuitamente no canal da Editora Atualizar no Youtube.

Esse cara realiza um trabalho fantástico no Youtube e não cobra nada por isso. Disponibiliza aulas gratuitas de várias matérias e é um dos melhores e mais didáticos professores de Direito Constitucional e de Regimento Interno que já tive a oportunidade de conhecer.

E Regimento Interno é uma matéria que sempre tive birra de estudar e dificuldade para decorar aquele monte de artigos. Mas o Prof. Emerson consegue dar aulas nessa disciplina com uma didática impressionante.

Veja um trecho de aula do Prof. Emerson Bruno específica para o concurso TJ-MG:

Assim, sugiro que você siga o Prof. Emerson Bruno no Facebook e se inscreva no Canal da Editora Atualizar no Youtube para ficar atento às aulas de várias matérias que são postadas gratuitamente pelo Emerson e por vários outros professores.

Tenho certeza de que você pode aproveitar muitas dessas aulas para estudar gratuitamente para o próximo concurso TJ-MG. Inclusive, a Editora Atualizar já criou um canal específico para o concurso TJ-MG, com aulas gratuitas de várias matérias que serão cobradas nesse concurso.

Acesse: Editora Atualizar – Canal Concursos TJ-MG.

Método de estudo

Dessa vez o material foi diferente, mas segui o mesmo método que deu certo anteriormente.

Primeiramente li todo a parte teórica (duas matérias por dia) e resolvi todos os exercícios do material do Estratégia Concursos, o que já me deu uma excelente base teórica.

Em seguida, mudei o foco para a parte que mais gosto: resolução exaustiva de exercícios. Fiz todos os exercícios das apostilas que comprei na Editora Atualizar e resolvi todas as provas anteriores que encontrei da Fumarc e que tinham questões das matérias que seriam cobradas no concurso TJ-MG.

E a cada erro, leitura da lei seca para fixação melhor o conteúdo. Quando a questão era um pouco mais complexa, voltava no material do Estratégia Concursos e relia o assunto até entender.

Paralelo a isso, segui fazendo o curso de Português da Professora Flávia Rita.

E assim foi até o dia da prova: revisão de todo o conteúdo por meio da resolução exaustiva de exercícios.

Resultados

Dessa vez, por ser um cargo que exige nível superior, a concorrência foi menor, mas o nível de dificuldade da prova foi bem maior.

Apesar disso, consegui ser aprovado em 13º lugar, conforme você pode conferir neste link aqui. Fui nomeado logo na primeira chamada.

E o estudo para o TJ-MG me rendeu outros frutos. Cerca de 15 dias depois da prova do TJ-MG, também prestei o concurso do TRF-2ª Região, para o cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária.

E também fui aprovado e nomeado nesse concurso.

Veja o meu ato de nomeação:

Nomeação Guilherme Machado

Dicas de preparação para o concurso TJ-MG 2016

Agora que você já conheceu um pouco sobre a minha preparação que me fez passar duas vezes no  Concurso TJ-MG, quero deixar algumas dicas de preparação para você que vai prestar o próximo concurso.

Em relação ao material de estudo, se eu fosse prestar o Concurso TJ-MG 2016, a minha escolha seria:

– Material completo com toda a teoria do edital e questões:

Estratégia Concursos – Curso Online para o Concurso TJ-MG 2016 – PDF + Videoaulas – Completo e Atualizado – 100% Focado no Edital – Teoria e Questões Comentadas – Até 12x Sem Juros

Obs: o material de Atos de Ofício do Estratégia já está atualizado de acordo com o Novo CPC. Se for comprar outro curso, fique atento a esse detalhe.

– Português: Flávia Rita – Curso Online de Português para o TJMG (Todos os cargos)

– Lei seca: Apostilas da Editora Atualizar

– Exercícios: Material do Estratégia Concursos + Apostilas da Editora Atualizar + Provas anteriores da Consulplan (banca organizadora do concurso TJ-MG 2016)

– Complemento: Aulas do Prof. Emerson Bruno no Canal do Concurso TJ-MG.

Já em relação ao método de estudos, não tenho dúvidas de que iria utilizar a mesma estratégia dos concursos anteriores.

Em síntese, o método de estudos que me fez passar duas vezes no Concurso TJ-MG pode ser resumido em duas etapas:

1 – Estudo de toda a teoria por um material didático, objetivo e focado no edital (duas matérias por dia).

2 – Revisão da parte teórica por meio da leitura da lei seca e resolução exaustiva de exercícios, principalmente da banca organizadora do concurso.

Obs: O concurso TJ-MG 2016 será organizado pela Consulplan, conforme noticiado aqui no blog QPC.

Dica final + BÔNUS

Se você vai prestar o concurso TJ-MG 2016, quero te dar um conselho baseado na minha experiência: tenha cuidado e não saia por aí desesperado comprando cursinho que está cobrando mais de R$ 2.000 pelo curso preparatório para o concurso TJ-MG 2016.

Não perca tempo e dinheiro estudando errado e pelo material errado. Estude por um material didático e objetivo, que tenha apenas o conteúdo que vai cair na sua prova e muitos exercícios, e não um monte de teoria inútil que nunca cai em concurso.

Além disso, fique atento ao custo-benefício, pois nem sempre o curso mais caro é o de melhor qualidade.

Para você ter uma ideia, enquanto alguns cursinhos estão cobrando mais de R$ 2.000 pelo curso preparatório para o TJ-MG, o pacote completo do Estratégia Concursos para o concurso TJ-MG 2016 está saindo por R$ 651,60 e você pode dividir esse valor em até 12x sem juros!

BÔNUS

Conforme o combinado, quero disponibilizar dois bônus para que você consiga ser aprovado e nomeado no concurso TJ-MG 2016.

Bônus 1 – Aulão Gratuito para o concurso TJ-MG 2016

O Estratégia Concursos realizou um aulão gratuito com dicas fantásticas e informações preciosas para que você consiga ser aprovado no concurso TJ-MG 2016.

Para assistir ao aulão GRATUITO, clique aqui ou  no banner abaixo:

Cursos para Concurso TJ-MG 2016

Bônus 2 (Exclusivo): 40% de desconto nos Cursos Online da Professora Flávia Rita.

Código do voucher: 40%blogqpc

Acesse este link aqui e veja os cursos disponíveis para o Concurso TJ-MG 2016.

Escolha o curso desejado, clique em “Matricule-se”. Na tela seguinte, no campo “Utilizar voucher promocional”, insira o código: 40%blogqpc. Clique em “Utilizar voucher promocional”, aguarde o desconto ser aplicado e finalize a compra.

Obs1: Eu não sei por quanto tempo vou conseguir manter esse desconto. Tive que batalhar muito para conseguir esse voucher com a professora Flávia Rita.

Mas quero deixar uma coisa clara: como os cursos estão saindo quase pela metade do preço, esse desconto é por tempo limitado. Então recomendo fortemente que você aproveite o desconto agora.

Obs2: Se você tiver alguma dúvida, não hesite em me enviar um e-mail ou deixe um comentário aqui blog. E, após o concurso, não deixe de vir aqui comentar sobre o seu desempenho.

Grande abraço e boa sorte no concurso TJ-MG 2016!

Como Passei Duas Vezes no Concurso TJ-MG
4.6 (92%) 5 votes

23 Comentários


  1. Boa tarde Guilherme! Quero dizer que estou gostando muito das suas dicas e estou seguindo-as.

    Responder

  2. Olá Guilherme! Adorei suas dicas. Você acha q o concurso está próximo de sair?

    Responder

    1. Olá Fran! Tudo tranquilo?

      É difícil afirmar se está próximo de sair ou não, já que o TJMG está em um momento de transição, tendo em vista que no dia 1 de julho tomaram posse o novo presidente e os vices. Mas, como os preparativos já estavam bastante adiantados, não há motivos para adiar muito a publicação do edital.

      Assim, pode sair a qualquer momento.

      Abraço!

      Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

      Responder

  3. Olá Guilherme, eu prestarei concurso específico para a área de TI para os TREs TRFs e TRTs independente do estado. Estou pensando em me preparar comprando o material do estratégia concursos e com base no seu artigo eu gostaria de tirar uma dúvida antes se possível. Eu adotei a estratégia de atacar somente a banca FCC, já que ela faz muitos concursos destes tribunais acima, com base nisso eu fiz um levantamento do que ela cobra e vou estudar e resolver muitas questões somente desta banca. Com o conhecimento de causa que você tem, acha essa uma boa estratégia?

    Parabéns pelo blog!

    Abraços!

    Fernando Castro
    Analista de TI – Brasília

    Responder

    1. Opa! Tudo bem Fernando!?

      A área de TI tem sido a prioridades dos Tribunais. Todos os recursos estão sendo direcionados para demandas como o PJE. Então acho que tão cedo não vai faltar concurso para essa área.

      Em relação a sua pergunta, acho sim uma boa estratégia, já que a FCC tem feito a maioria dos concursos de Tribunais.

      E como você vai prestar vários concursos pelo país e há grande probabilidade de que a maior parte deles seja realizado pela FCC, você terá mais chances de aprovação.

      Mas, no meio dessa caminhada, se sair algum edital de Tribunal organizado por outra banca, nada impede que você mude o foco e faça muitos exercícios para conhecer o estilo desta.

      Além disso, o material do Estratégia Concursos também costuma trazer questões de outras bancas, além da FCC.

      Enfim, estude pelos editais anteriores da FCC e faça muitos exercícios desta banca, mas, caso saia algum edital de outra organizadora, não deixe de prestar o concurso.

      Após a publicação do edital, faça um comparativo entre os editais da FCC e o da outra banca. Veja o conteúdo que é comum e o que é diferente, que nunca estudou.

      Então se dedique a estudar o conteúdo diferente e aproveite para conhecer o estilo da banca nova fazendo uma revisão completa por meio da resolução de várias questões anteriores desta.

      Grande abraço e sucesso nessa caminhada!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC – http://www.queropassaremconcursos.com.br

      Responder

  4. Olá Guilherme, obrigada pelas dicas. Você não imagina o incentivo que me proporcionou através de suas palavras. Estou estudando para o TJMG e espero passar e ser chamada rsrs. Quantos pontos você fez na época que passou?

    Responder

    1. Olá Gabriela! Tudo bem?

      Que bom que gostou das dicas! Fico feliz de saber que o meu depoimento tenha servido para te ajudar de alguma forma.

      Em relação à pontuação, quando fiz para nível médio acertei 54 em 60. Para nível superior não me lembro bem, mas foi algo perto de 48 ou 49 em 60 (uma das provas mais difíceis que já fiz. A pontuação dos aprovados foi bem baixa).

      Abração e bons estudos!

      Guilherme Machado

      Responder

  5. Olá Guilherme,me identifiquei muito com o seu método,já finalizei a parte da teoria geral por um curso que comprei no Grancursos Online,agora irei partir para a parte de exercícios e lei seca, das apostilas que você indicou.
    Mas estou com uma duvida,e,como você já passou no TJ-MG 2 vezes, ninguém melhor que você para me esclarecer essa dúvida.Como é a convocação para provimento de vagas?A pessoa escolhe na inscrição à comarca para qual quer concorrer?Ou é o Tribunal que escolhe as lotações?

    Responder

    1. Olá Roniclei, tudo tranquilo?

      Isso vai depender do edital. Se o concurso for regionalizado, no momento da inscrição você escolhe para qualquer comarca quer concorrer.

      Por outro lado, se o concurso for uma lista única para o Estado inteiro, você não tem essa opção e poderá ser nomeado para qualquer comarca.

      No edital do concurso de 2009 havia a opção de escolher uma região/comarca: http://www.tjmg.jus.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=FF8080813C8B1CEE013CBB54A6F847F2&inline=1

      Acredito que desta vez não será diferente.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

      1. olá Guilherme,gostei muito das suas dicas!Meu sonho é passar no concurso do TJMG sou formada em Serviço Social,sabe se tem possibilidade de concurso para minha área?

        Responder

        1. Olá Denise, tudo bem?

          O próximo concurso da 1ª instância terá oportunidades apenas para os cargos de oficial de apoio judicial e oficial judiciário.

          Para a sua área, no TJMG existe o cargo de Técnico Judiciário – Assistente Social. De acordo com as informações existentes até o momento, esse cargo não será contemplado no próximo edital.

          Abraço!

          Guilherme Macedo
          Editor Blog QPC – http://www.queropassaremconcursos.com.br

          Responder

  6. Olá Guilherme!
    Gostaria de uma opinião: Estou a me preparar para um possível edital futuro para nível superior do TJMG, porém, gostaria de sua opinião se devo ir me preparando e realizar o concurso para o nível médio para testar os conhecimentos adquiridos ou seria perda de tempo?

    Parabéns pelo Blog.
    Abraços!

    Responder

    1. Outra dúvida: Este conteúdo do Estratégia para o médio, poderia servir como estudo para o Superior, tirando a matéria específica de caga cargo?

      Responder

      1. Olha Fábio, eu acho complicado esse negócio de aproveitar material de um cargo de nível médio para estudar para outro cargo de nível superior.

        Geralmente a forma de cobrança e o conteúdo exigido mudam muito e não recomendo que você faça isso.

        Abraço!

        Guilherme Macedo
        Editor do Blog QPC

        Responder

    2. Fala Fábio! Tudo tranquilo?

      Fazer concursos jamais será perda tempo. Se não passar, você adquire bagagem e acumula conhecimento.

      Dessa forma, ainda que você esteja estudando para cargos de nível superior, se a prova para nível médio for em outro horário, sugiro que faça as duas.

      É uma chance a mais que você tem!

      Abraço!

      Guilherme Macedo
      Editor do Blog QPC

      Responder

  7. Olá Guilherme, estou começando a buscar informações de como fazer uma boa preparação para concursos e estou gostando muito do seu blog. Quero me preparar para o cargo de analista de tribunais da área administrativa, especialmente dos TJ’s. Vi aqui no blog que é provável que o edital do TJ-ES saia ainda este ano. Poderia me dar dicas de onde encontrar materiais bons específicos para esse concurso?

    Parabéns pelo blog!

    Priscila.

    Responder

    1. Olá Priscila, tudo bem com você?

      Eu acho que vale você investir em algum curso específico para o concurso do TJ-ES.

      Se você sair procurando material pela internet, corre o risco de encontrar muita coisa errada, desatualizada e de qualidade duvidosa.

      Cuidado com isso!

      Abraço!
      Guilherme Macedo
      Editor Blog QPC – http://www.queropassaremconcursos.com.br

      Responder

  8. Oi Guilherme tudo bem?

    Eu tenho o curso completo do tj do Estratégia concursos já sou aluna deles a um certo tempo e realmente o curso deles são bem completos. Porém eu estudo seguindo o edital pois é a forma correta de seguir com os estudos e foi aí que percebi que o Estratégia as vezes coloca informação além do edital.
    Por exemplo na matéria de Atos de Ofício a aula 02 deveria falar dos tópicos 11 e 12 do edital porém lá eles explicam que não dá pra falar desses tópicos senão falarem de Competências e aí falaram tudo de Competência absoluta e relativa mas no final não encontrei o tema dos tópicos 11 e 12( tudo bem que não li com detalhes só passei os olhos).

    Aqui fica minha dúvida devo continuar por esse material ou comprar a lei seca do professor Emerson? pior que as outras disciplinas também sinto que estão beeeeeeeem além do edital pois estou seguindo aquele pré edital que saiu ano passado.
    Me ajude por favor e obrigada por dar preciosas dicas a todos nós.

    Abraços Alessandra Brant

    Responder

    1. Olá Alessandra, tudo bem?

      Eu penso que você pode confiar no material do Estratégia. Não corra o risco de estudar menos e cair mais na hora da prova. E conhecimento nunca se perde.

      Se preferir, também estude com a lei seca do lado.

      Um abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  9. Ei Guilherme,
    Parabéns pelo blog, além de muito bem escrito é motivador.
    Sobre o método de estudos vi um cursinho aos sábados com toda a matéria, como não estudo há um tempinho, penso que o curso presencial pode ser uma boa, mas gostaria da sua opinião. O que vc acha?

    Obrigada

    Responder

    1. Oi Camila, tudo bem por aí?

      Fico feliz que tenha gostado do blog. Valeu mesmo, de verdade! 🙂

      Como você está há algum tempo sem estudar, talvez um curso presencial seja útil para você compreender a matéria mais rapidamente.

      E como é só no sábado, você terá a semana toda para rever e fixar o que aprendeu.

      Se você acredita que vai ser melhor, vá em frente!

      Abração,

      Guilherme Machado

      Responder

Comente este artigo!