Concurso TJMG 2016: Vale a pena? Tudo sobre a Carreira, Atribuições, Remuneração e Benefícios

Cursos para Concurso TJ-MG 2017
Cursos para Concurso TRE RJ

Vale a pena prestar o Concurso TJMG 2016? Conheça a Carreira, Remuneração, Atribuições, Benefícios e Vantagens e os 5 Motivos pra Você se Inscrever no Concurso

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais vai realizar concurso, ainda neste ano, para cargos de nível médio, sendo que já definiu a Consuplan como banca organizadora do próximo certame. Com isso, é grande a expectativa para a publicação do edital do Concurso TJMG 2016.

E, com a escassez de concursos de Tribunais na área federal, a tendência é que esse concurso tenha um alto índice de concorrência.

Mas será que vale a pena prestar o Concurso TJMG 2016?

Para responder a essa pergunta, o Blog QPC realizou um estudo e elaborou um Guia Completo para que você possa tirar todos as suas dúvidas sobre a carreira, remuneração, benefícios e vantagens que o TJMG oferece.

Assim, continue a leitura deste artigo para ter as respostas para as seguintes perguntas:

1- Quais serão os cargos oferecidos no Concurso TJMG 2016 e quais são as atribuições desses cargos?

2 – Qual é o salário? E tem mais algum benefício ou vantagem?

3 – Como é o plano de carreira no TJMG?

4 – Vale a pena prestar o próximo concurso?

5 – Como passar no Concurso TJMG 2016.

Bônus Exclusivo

Ao final do artigo, vou disponibilizar um bônus exclusivo para você que é leitor do Blog Quero Passar em Concursos.

Boa leitura!

Receba Notícias sobre Concursos TJMG 2016 (É Grátis!): 

Guia Completo – Concurso TJMG 2016

1- Quais serão os cargos oferecidos no Concurso TJMG 2016 e quais são as atribuições desses cargos?

Segundo informação que consta no Portal do TJMG, no dia 19/04/2016, o órgão realizou licitação na modalidade pregão com o seguinte objeto:

“Objeto : Contratação de pessoa jurídica especializada na prestação de serviços para organização e operacionalização de concurso público para provimento de vagas disponíveis dos cargos efetivos, de nível médio, do quadro de pessoal da Justiça da Primeira Instância (Justiça Comum e Juizado Especial), de Oficial de Apoio Judicial (Classe D) e Oficial Judiciário (Classe D), especialidade Comissário da Infância e da Juventude, conforme especificações técnicas contidas no Termo de Referência e demais anexos, partes integrantes e inseparáveis do Edital.”

Você pode conferir essa informação neste link aqui.

Dessa forma, já existe a certeza de que serão oferecidas vagas nos seguintes cargos, todos de nível médio:

Oficial de Apoio Judicial (Classe D)

– Oficial Judiciário (Classe D), especialidade Comissário da Infância e da Juventude

Mas quais são as atribuições desses cargos?

– Atribuições do Oficial de Apoio Judicial do TJMG: De acordo com o edital do último concurso, esse cargo exerce as seguintes atividades:

  • lavrar termos e atos processuais, subscrevendo aqueles em que não seja necessária a fé pública;
  • digitar e/ou datilografar matéria que lhe for submetida especialmente em audiências;
  • proceder à autuação de feitos e executar demais tarefas no andamento processual;
  • auxiliar o Juiz na manutenção da ordem no seu gabinete e nas dependências da Secretaria de Juízo;
  • auxiliar o Juiz nas audiências;
  • apregoar as partes nas audiências;
  • controlar o movimento de pessoas em auditórios, quando designado;
  • coadjuvar o Juiz na manutenção da ordem no seu gabinete e nas dependências do Fórum; – substituir o Oficial de Apoio Judicial B no seu impedimento ou afastamento, nos termos de regulamento;
  • atender as partes e seus procuradores, prestando informações, observados o decoro e a urbanidade; – minutar mandados diversos, editais, precatórios e demais serviços das Secretarias de Juízo;
  • executar atividades afins identificadas pelo superior imediato.

Na prática, o Oficial de Apoio Judicial do TJMG é o servidor que atua nas secretarias das Varas dos diversos fóruns do Estado.

Cabe ao Oficial de Apoio Judicial promover o andamento dos processos em cumprimento às determinações dos juízes, por meio da publicação de decisões, expedição de intimações, citações, editais etc. Além disso, também auxilia os juízes nas audiências.

Também é importante ressaltar que a rotina de um Oficial de Apoio Judicial envolve o atendimento às partes e procuradores que comparecem diariamente aos balcões das secretarias das Varas.

Assim, é preciso ter jogo de cintura e paciência, já que todos da secretaria têm que atender ao público externo e essa tarefa nem sempre é muito fácil de ser executada.

Se a pessoa procura o balcão da secretaria é porque tem um problema e acredita que este tem prioridade sobre todos os outros e deve ser resolvido na hora.

– Atribuições do Oficial Judiciário do TJMG, especialidade Comissário da Infância e da Juventude: De acordo com o edital do último concurso, esse cargo exerce as seguintes atividades:

  • deter ou apreender menor abandonado ou infrator, apresentando-o de imediato ao Juiz ou a outra autoridade competente;
  • lavrar auto de infração à lei de assistência e proteção ao menor;
  • fiscalizar, nos termos da legislação específica, a entrada e permanência de menor em casas de diversão, bares, emissoras de rádio ou televisão, ginásios esportivos, cabarés ou congêneres;
  • executar atividades afins identificadas pelo superior imediato.

Na prática, o Comissário da Infância e Juventude é servidor responsável por atividades que envolvem menores infratores, como acompanhamento de crianças e adolescentes apreendidos para apresentação aos pais ou ao juiz.

Além disso, o Comissário também comparece a eventos, muitas vezes noturnos, para fiscalizar se há menores em locais proibidos ou consumindo bebida alcoólica.

Dessa forma, é importante dizer que a pessoa precisa ter perfil para ser Comissário da Infância e da Juventude. É um cargo para quem gosta de trabalhar na rua, com flexibilidade de horário, e sem ficar preso à rotina.

2 – Qual é o salário? E tem mais algum benefício ou vantagem?

Quem presta concurso para cargos de nível médio no TJMG ingressa na classe D, PJ nº 28.

De acordo com a tabela de vencimentos atualizada da carreira do TJMG, o valor do salário base para essa classe inicial é de 2.592,84.

Ocorre que esse salário é referente a uma jornada de 6 horas diárias e 30 horas semanais, mas  se você for aprovado no próximo concurso estará sujeito à nova jornada, que é de 8 horas diárias e 40 horas semanais.

Mas esse aumento da jornada gera um acréscimo de aproximadamente 33% nesse salário base.

Assim, com a nova jornada, o salário inicial líquido passa para R$3.238,54.

Esse valor já inclui o benefício de de R$799 referente ao auxílio-alimentação, que é pago em dinheiro.

Mas para saber se vale a pena ou não prestar o Concurso TJMG 2016, você não pode analisar apenas a remuneração inicial. É preciso conhecer o plano de carreira do TJMG.

É disso que passaremos a tratar agora.

3 – Como é o plano de carreira no TJMG?

Como já foi dito, se você for aprovado no Concurso TJMG 2016, ingressará na Classe D, no PJ 28.

Após 1 ano, você subirá um nível e passará para o PJ 29. No ano seguinte, você subirá 3 níveis e passará para o PJ 32.

E assim seguirá: em um ano você subirá um nível e no outro ano você subirá 3 níveis, alternadamente.

Na prática, isso significa que em um ano você tem um reajuste de aproximadamente 3% e no outro de aproximadamente 10%, e assim segue alternadamente.

Clique aqui para acessar a tabela com o vencimento básico correspondente a cada nível (valores não atualizados de acordo com a nova jornada de 40 horas semanais).

Essa progressão na carreira vai acontecer até você atingir o PJ 44, que é o nível em que termina a classe D e você terá que prestar um concurso interno, chamado de promoção vertical, para ser promovido para a classe C e continuar progredindo na carreira.

Nesse concurso interno as vagas para a classe seguinte são limitadas, e os concorrentes que disputam as vagas são pontuados de acordo com participação em cursos, palestras, eventos e com títulos como pós-graduação.

Quem fizer pontos suficientes para ficar dentro das vagas será promovido e subirá 6 níveis na carreira de uma vez só.

Quem não conseguir, terá que tentar novamente no ano seguinte.

Para conhecer o plano de carreira do TJMG na íntegra, acesse a Resolução nº 367/2001.

Data-base

Além dos aumentos correspondentes à progressão na carreira, você também terá direito anualmente às reposições das perdas inflacionárias.

Segundo prevê a legislação, esse benefício deveria ser pago a partir do dia 1º de maio e o percentual deveria corresponder ao IPCA do ano anterior.

Ocorre que o TJMG não costuma cumprir esse percentual e oferece em média uma reposição de 6% ao ano referente à data-base (reposição da inflação). E, quando não cumpre o prazo, faz o pagamento retroativo do valor acumulado.

Adicional de Desempenho

Além dos reajustes correspondentes à carreira, você terá direito a um adicional de desempenho.

Funciona assim: após completar 3 anos de serviço no TJMG, se tiver desempenho satisfatório nas avaliações, você passará a receber um adicional de 6%. Quando completar 5 anos de casa, esse adicional passa para 10%.

A partir daí, a cada 5 anos de serviço você terá direito a mais 10%, até alcançar um adicional de desempenho equivalente a 70% do salário, quando completar 35 anos de serviço no TJMG.

Mas lembrado que o Adicional de Desempenho não é automático. Você precisa obter índices satisfatórios nas avaliações de desempenho.

Se quiser saber mais sobre esse benefício, leia a Resolução nº 634/2010 do TJMG.

Vale-refeição

O TJMG também paga mensalmente o valor de R$ 799,00, correspondente ao auxílio-alimentação, que é depositado em dinheiro, junto com o salário.

Férias e recesso

Como servidor do TJMG, você terá direito a férias anuais de 25 dias úteis, além do recesso forense, que geralmente ocorre entre os dias 20 de dezembro e 06 de janeiro de cada ano.

Férias-prêmio

Além das férias anuais, você também terá direito a 3 meses de férias-prêmio a cada 5 anos de serviço.

Abono

Outra vantagem de trabalhar no TJMG é o direito a 3 faltas injustificadas por semestre, que serão abonadas sem prejuízo para o salário do servidor.

4 – Vale a pena prestar o próximo concurso?

Se você ainda não me conhece, meu nome é Guilherme Machado, sou editor do Blog QPC – Quero Passar em Concursos – e já fui aprovado e nomeado duas vezes no TJMG, uma para nível médio (Oficial Judiciário) e outra para nível superior (Técnico Judiciário – Especialidade Direito – 13º lugar).

Se você quiser conferir as minhas nomeações, acesse os seguintes links:

Então é com propriedade e conhecimento da causa, que eu afirmo que o Concurso TJMG 2016 é uma boa oportunidade para quem deseja estabilidade, uma boa carreira, e alguns benefícios e vantagens.

No decorrer desse artigo, você viu que a remuneração inicial não deve ser o único critério para definir se vale a pena prestar o concurso TJMG 2016.

Você também deve levar em conta a carreira e os benefícios oferecidos. Além disso, existe a questão da estabilidade e do alto número de nomeações para o cargo de Oficial de Apoio Judicial no TJMG.

Sendo assim, passo a listar 5 motivos para você prestar o concurso TJMG-2106:

  • Carreira: apesar de o salário inicial parecer baixo, principalmente em relação aos salários da justiça federal, a médio e longo prazo você terá reajustes decorrentes da progressão e promoção na carreira, além da data-base e adicional de desempenho.
  • Estabilidade: em tempos de crise, quem não quer ocupar um cargo público estatutário, que garante estabilidade? Você terá a garantia de ter seu salário no fim do mês pela vida toda, e crescente a cada ano. Assim fica mais fácil se planejar e fazer planos de longo prazo, como comprar a casa própria.
  • Alto número de nomeações: durante o prazo de validade de 4 anos do último concurso, foram convocados mais de 4 mil aprovados.
  • Escassez de concursos e baixo número de nomeações na área federal: os concursos para Tribunais Federais estão passando por um período em que são lançados poucos editais e o número de nomeados está diminuindo cada vez mais.
  • Qualidade de vida: você terá direito a 25 dias úteis de férias por ano, além do recesso, e das 3 faltas injustificadas por semestre. É um belo diferencial para quem quer aproveitar a vida e curtir a família.

5- Como passar no Concurso TJMG 2016

Como eu já disse e comprovei para você neste artigo, eu já fui aprovado e nomeado duas vezes no TJMG, sendo que no concurso para nível superior fui aprovado em 13º lugar.

E quero compartilhar com você um pouco do método e dos cursos que utilizei para ser aprovado duas vezes no TJMG para que você também consiga a sua aprovação e se torne servidor público ainda neste ano.

O fato é que para ser aprovado no TJMG você precisa estudar da forma correta e pelo material correto. E, para isso, você precisa focar em 3 passos:

  1. Estudo de toda a teoria cobrada no edital, mas de forma didática e esquematizada.
  2. Leitura repetitiva da legislação seca.
  3. Resolução exaustiva de exercícios, principalmente da banca organizadora.

No caso do TJMG, você não precisa gastar uma fortuna com cursinhos que estão cobrando em média R$ 2.000,00 pelo curso completo para o TJMG 2016.

Veja alguns exemplos:

Pró-Labore – R$ 2.178 à vista ou 6x de R$ 381. Clique aqui para você mesmo conferir.

Méritus: R$ 2.250 à vista ou 8x de R$ 306. Clique aqui para você mesmo conferir.

Você pode optar pelos mesmos cursos que utilizei para ser aprovado no TJMG, que têm um custo-benefício bem melhor que os demais.

Estou falando do do Estratégia Concursos que oferece o curso completo e atualizado para o concurso TJMG 2016 a um custo de R$ 651,60 em até 12x sem juros de R$ 54,30.

O curso do Estratégia Concursos para o Concurso TJMG 2016 oferece material em PDF + Vídeoaulas, com toda a teoria exigida no edital, além de exercícios comentados.

E um fator importante: o material de Atos de Ofício do Estratégia já está todo atualizado de acordo com o Novo CPC. Deve ter muita gente estudando por material desatualizado por aí que vai se dar mal na hora da prova. E essa matéria é uma das que mais derruba os candidatos.

Assim, não tenho dúvidas de que o material do Estratégia é suficiente para a sua aprovação no TJMG. E você pode adquirir o curso completo ou apenas disciplinas isoladas.

Para saber mais sobre os cursos do Estratégia para o Concurso TJMG 2016, acesse este link aqui.

Mais um curso fundamental para minhas aprovações no TJMG:

Outro curso que foi fundamental para minhas duas aprovações no TJMG é o da Professora Flávia Rita, uma das melhores do país em Português para concursos. Não é à toa que ela já deu entrevista até no Programa do Jô Soares. Você pode conferir a entrevista neste link aqui.

Concurso TJMG Flávia Rita

Com as aulas da professora Flávia eu já consegui um aproveitamento acima de 90% em provas objetivas de Tribunais e consegui até tirar nota 100 na Redação da FCC no concurso para Analista Judiciário do TRF-2.

Além de excelente professora de Português para concursos, a professora Flávia Rita também é a responsável pelo curso online www.flaviarita.com, que oferece não só aulas de Português e Redação, como todas as outras disciplinas para o Concurso TJMG 2016.

Bônus Exclusivo

Conforme combinado, quero te presentear com um bônus exclusivo para leitores do Blog QPC.

Como sou editor do Blog QPC e ex-aluno do curso, após muita insistência, venci a Professora Flávia Rita pelo cansaço e consegui um desconto de 40% nos cursos online do site www.flaviarita.com!

É isso mesmo: você que é leitor do Blog poderá adquirir, no site http://www.flaviarita.com, vários cursos para o Concurso TJMG 2016 (e para várias outros concursos) quase pela metade do preço.

Acesse este link aqui para ver lista com todos os cursos disponíveis para o Concurso TJMG-2016.

Como utilizar o voucher de desconto:

Código do voucher: 40%blogqpc

1 – Acesse www.flaviarita.com e escolha o curso de interesse.
2-  Clique no botão “MATRICULE-SE”.
3 – No campo “Utilizar voucher promocional” insira o código: 40%blogqpc
4 – Aguarde o desconto ser computado e clique em “Finalizar compra”

OBS1: Eu não sei por quanto tempo vou conseguir manter a validade desse voucher. Após a publicação do edital do Concurso TJMG 2016, é muito provável que a Professora Flávia Rita não mantenha esse desconto.

OBS2: Válido por tempo limitado. Desconto não é válido para os cursos “Oficina de Redação”.

Um abraço e bons estudos!

Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

Receba Notícias sobre Concursos TJMG 2016 (É Grátis!): 

Concurso TJMG 2016: Vale a pena? Tudo sobre a Carreira, Atribuições, Remuneração e Benefícios
5 (100%) 2 votes

63 Comentários


  1. Na verdade alguns dos beneficios enumerados já foi votado pelo TJMG sua descontinuidade, como as “ferias forenses” para os servidores, o direito de tres faltas injustificadas e tambem o direito de faltar no dia do aniversário. Pior para o servidor!

    Responder

    1. Olá Cris, tudo bem!?

      Pelas informações que obtive, esses direitos não foram cortados dos servidores. Não houve nenhuma deliberação do Órgão Especial nesse sentido.

      O único corte que ocorreu recentemente é que o STF derrubou uma liminar que garantia os 60 dias de férias para os servidores da 2ª instância.

      E também houve o aumento da jornada de 6 para 8 horas. Mas o recesso de final de ano e o direito às faltas permanecem.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  2. alguns concurseiros estão desanimados com o TJMG porque o TJ não chama ninguém…
    eu procurei a lista dos convocados e não achei… vou continuar procurando.

    Responder

    1. Olá Jacyntho, tudo bem!?

      Eu não consigo entender quando alguém deixa de prestar um concurso porque ouviu falar que o órgão não chama ninguém.

      Os concursos do TJMG costumam ter prazo de validade de 4 anos. Nesse período, acontecem muitas exonerações e aposentadorias. Além disso, pode ser aprovada lei criando cargos.

      Assim, o que recomendo é que você preocupe apenas em por seu nome na lista de aprovados. Depois disso continue estudando para outros concursos.

      Em um belo dia, é bem provável que você receba uma carta comunicando a sua nomeação.

      Está cheio de concurseiro pessimista por aí, com discurso de derrotado. Cuidado para não se tornar um deles.

      Quando à lista de convocados, segue a página do TJMG para consulta dos nomeados: http://www8.tjmg.jus.br/ConsultaConcursos/faces/pages/inicial.jsp

      Um abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  3. Quanto a nomeação dos servidores? Teve candidatos aprovados dentro das vagas no último certame que ainda não foram chamados.

    Responder

    1. Prezado João,

      Se isso realmente ocorreu, cabe ao candidato pleitear judicialmente a nomeação.

      Abraço,

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  4. Parece que quem escreveu esse artigo não está muito por dentro da rotina do TJMG.
    Primeiro esqueceu de escrever sobre um cargo que é oficial judiciário /especialidade oficial judiciário que trabalha na administração do Forum, protocolo, etc…nos locais de apoio da secretaria.
    E ainda fala do recesso forense como se fosse uma segunda férias sendo que não é verdade o Fórum continua funcionando para os casos de urgências e os funcionários fazem escalas para trabalhar no recesso.

    Responder

    1. Olá Karla,

      Sabe por que eu estou por dentro da rotina do TJMG? Porque já fui aprovado e nomeado duas vezes no concurso do TJMG e sou servidor de lá há mais de 05 anos. Meus atos de nomeações estão aí no artigo. Pode conferir.

      E eu não esqueci de escrever sobre o cargo de Oficial Judiciário, especialidade Oficial Judiciário. A questão é que, segundo o termo oficial de referência da licitação para escolha da banca organizadora do próximo concurso do TJMG, só haverá oportunidades para os cargos de Oficial de Apoio Judicial (Classe D) e Oficial Judiciário (Classe D), especialidade Comissário da Infância e da Juventude. Você pode conferir esta informação divulgada de forma oficial pelo TMG neste link aqui: http://www8.tjmg.gov.br/licitacoes/consulta/consultaLicitacao.jsf;jsessionid=071E97A2A8917568E118E097E6F9DB43.portal_node1?anoLicitacao=2016&numeroLicitacao=4

      E por último, informo que existe sim o recesso de final de ano, que geralmente ocorre entre os dias 20 de dezembro e 6 de janeiro, sendo que apenas alguns servidores ficam como responsáveis pelas medidas urgentes, em escala de revezamento. Você também pode confirmar esta informação no calendário oficial do TJMG, neste link aqui: http://www8.tjmg.jus.br/servicos/gj/calendario/index.jsp?tipoFeriado=todos&comarca=null&mes=12&ano=2016&btn_pesquisar=Pesquisar

      Enfim, se você acha que o TJMG é uma instituição tão ruim, você deve estar ocupando um cargo público bem melhor, e este artigo não é para você. Assim, recomendo que deixe este espaço para quem precisa de um cargo público e acredita que este concurso seja uma boa oportunidade. Não perca seu tempo lendo algo que não é do seu interesse.

      Um abraço,

      Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

      Responder

    1. Olá Carolina, tudo bem!?

      Não há esse adicional de qualificação. O nível superior só vai contar na hora da promoção vertical.

      Abraço!

      Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

      Responder

    1. Olá Rafael, tudo bem!?

      A expectativa era que o edital fosse publicado antes do encerramento dos mandatos dos atuais presidentes, que ocorre no dia 30/06. No entanto, parece que isso não vai ocorrer. Então agora é aguardar a posse dos novos gestores para ver como vai ficar.

      Um abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  5. Gostaria de saber em relação a trabalhadores que tenham filhos ganham algum auxílio tipo babá e escola?

    Responder

    1. Olá Lorenna,

      Muito bem lembrado! Esqueci de mencionar no artigo, mas existe sim o auxílio-creche, no valor mensal de R$ 632, por dependente.

      Esse auxílio é pago desde o momento em que você comprovar a matrícula do seu filho em uma instituição escolar, até os 6 anos de idade.

      Você pode comprovar essa informação neste link aqui: http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/po32732016.pdf

      Abraço!

      Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

      Responder

  6. Quem tem curso superior, ganha algum tipo de abono ou acrescimo no salário?

    Responder

    1. Olá Martina,

      Não tem direito a nenhum acréscimo em razão do curso superior.

      Um abraço,

      Guilherme Machado – Editor do Blog QPC

      Responder

  7. Olá, Guilherme!

    Quando você fez o concurso do TJMG já havia prova de digitação? Se havia, você se preparou para a prova de digitação com curso presencial ou a distância quando fez o concurso do TJMG?

    Gostaria, se possível, que você me indicasse um bom curso de digitação e que, de preferência, fosse um curso online.

    Um abraço!

    Responder

    1. Olá Gilson, tudo bem!?

      Somente no concurso da 2ª instância que fiz em 2007, é que tive que passar por uma perícia técnica para comprovar conhecimentos em informática. De acordo com o edital da época, essa perícia constitia em:

      A perícia técnica consistirá em teste prático para verificação dos conhecimentos e habilidades em informática declarados pelo candidato, ocasião em que serão apurados:
      a) conhecimentos básicos de arquivos e pastas (diretórios);
      b) utilização do Windows Explorer : copiar, mover arquivos, criar diretórios;
      c) conhecimentos básicos de editor de texto (ambiente Windows): criação de um novo documento, formatação e impressão;
      d) conhecimentos básicos de internet;
      e) outlook: receber e enviar mensagens; anexos; catálogo de endereços; organização das mensagens.

      Enfim, nunca cheguei a fazer prova de digitação. Para tentar te ajudar, procurei algum curso de digitação no Google, mas não encontrei nada que merecesse indicação.

      Mas quando sair o edital, se houver prova de digitação, tenho certeza que vários cursos vão lançar turmas.

      Um abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  8. Olá, Guilherme, tudo bem?

    Algumas dúvidas:

    1. A progressão na carreira começa a contar já no estágio probatório ou só após o término deste?

    2. Um colega que trabalhou no TJMG me disse que já vem se falando desse aumento da jornada há um bom tempo, mas que ainda não entrou em vigor. Isso valerá só a partir da nomeação de novos servidores? Qual seria o horário de trabalho nesse caso? Haverá mesmo aumento da remuneração?

    3. O servidor que tem filho matriculado em escola pública tem direito ao auxilio creche?

    Obrigado,

    Alex

    Responder

    1. Olá Alex, tudo tranquilo?

      Seguem as resposta:

      1- Sim. Você progride mesmo no estágio probatório.

      2 – O aumento da jornada já entrou em vigor. A portaria nº 512, que aumentou a jornada, foi publicada em 16/06/2016. Dessa forma, quem ingressar no TJMG estará sujeito à jornada de 40 horas semanais. As 8 horas diárias podem ser cumpridas entre as 7 e as 19 horas, em dois períodos, com intervalo de no mínimo uma hora e de no máximo duas horas entre esses períodos. Veja a portaria: http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/pc05122016.pdf

      3- A Resolução nº 637/2010, que regulamenta o auxílio-creche é omissa nesse ponto. Dê uma olhada no Art. 2º. Segue o link da Resolução:http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/re06372010.pdf

      Grande abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  9. Olá, Guilherme, obrigado pela resposta!

    Quanto a polêmica questão da convocação a titulo precário: legalmente, eles ainda podem fazer isso? Muita gente tem alegado que não vale a pena fazer esse concurso devido a essa questão. O que você pensa a respeito?

    : )

    Alex

    Responder

    1. No último concurso realmente houve muitas contratações a título precário, mas não creio que o TJMG vá insistir nessa prática. O CNJ está em cima e já determinou a interrupção desse tipo de contratação. Veja a notícia: http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/60159-cnj-determina-que-tjmg-interrompa-contratacoes-de-nao-concursados

      E lembrando que a designação precária de candidatos aprovados não prejudica a sua nomeação definitiva, que ocorre, normalmente, quando há vacância de cargos decorrentes de aposentadorias, exonerações, falecimentos ou criação de cargos por lei.

      O que eu penso a respeito é que tem muita gente que fica procurando defeito em concurso, quando deveria estudar, colocar o nome na lista de aprovados, e partir para outra. Esses concursos têm prazo de validade de 4 anos. Nesse período, acontece muita coisa.

      Não dá pra ficar desperdiçando oportunidades de fazer concursos que só ocorrem de 4 em 4 anos por causa de papo de concurseiros pessimistas.

      Enquanto alguns ficam procurando motivos para não prestar algum concurso, outros prestam todos da área e aproveitam todas as oportunidades. E estes é que estão em todas as listas de aprovados e nomeados.

      Dessa forma, penso que vale a pena sim fazer esse concurso. Na pior das hipóteses, você será aprovado e convocado a título precário enquanto aguarda a nomeação definitiva.

      E conhecimento não se perde nunca. Ao estudar para este concurso, você estará se preparando para os próximos concursos que estão previstos, como TJMG 2ª Instância, MPE-MG, TRF1 etc..

      Enfim, no meio de concurso público, o que não falta é gente com papo negativo querendo te convencer a deixar as oportunidades passarem. E esses geralmente são os que não passam em nada e não saem do lugar.

      Você é que escolhe quem irá ouvir e qual caminho irá seguir.

      Responder

  10. Guilherme, abusando da sua boa vontade, gostaria que me respondesse outras perguntas (quero analisar bem antes de direcionar os meus estudos para o TJMG):

    Em caso de aumento da jornada, haverá mesmo aumento da remuneração base? A portaria 512 não diz nada sobre o assunto.

    O servidor tem direito ao auxílio-transporte? Quais são as condições e os valores?

    : )

    Alex

    Responder

    1. Houve um aumento perto de 33% para quem passou para a jornada de 8 horas.

      E não há auxílio transporte.

      Abraço

      Guilherme Machado

      Responder

  11. Oi, Guilherme, parabéns pelo site de boa qualidade!

    Por favor, você pode me explicar como você chegou ao salário com reajuste de 33%?

    Não entendi bem, veja:

    Pergunto porque 2.592,84 x 11% = 285,21 (valor da previdência).

    Então, o salário líquido ficaria em R$ 2.307,21 + 799 = 3.106,33 (salário líquido – previdência + auxilio-alimentação = remuneração líquida). Fiz algo errado?

    Eu me garanto em Português e tenho boa base em Informática. Começando a estudar agora, você acha que ainda dá para chegar no dia da prova competitivo?

    Obrigado,

    Douglas

    Responder

    1. Douglas,

      A jornada era de seis horas diárias e houve um acréscimo de mais duas horas diárias, ou seja, um terço a mais. Daí o aumento de 33%, correspondente a um terço a mais.

      E acho que dá tempo sim. Basta estudar com foco e determinação em tirar esse atrasado.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  12. Ola Guilherme. Quem é estagiário do TJ tem algum tipo de beneficio caso seja aprovado?

    Responder

    1. Olá João, tudo bem!?

      Não há nenhum benefício para quem é estagiário do TJMG e é aprovado no concurso.

      Abraço

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

    1. Olá Pedro, tudo bem!

      Certeza a gente só terá após a publicação do edital, mas, de acordo com o termo de referência do próximo concurso, não haverá prova de redação.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  13. Olá Guilherme obrigado pelas informações prestadas aqui. Em relação aos descontos de salário quantos % e existem uma previdência privadas para os servidores ? E é possível aposentar com o salario que se ganha ? Tem plano de saúde odontológico ? Se puder responder. Obrigado.

    Responder

    1. Olá Fabiano! Tudo bem!?

      Vamos lá:

      – Em relação aos descontos de salário quantos %?

      Há o desconto referente ao imposto de renda, em que a alíquota varia de acordo com a remuneração.

      E há o desconto referente à contribuição previdenciária, que é de 11%.

      – existe uma previdência privadas para os servidores?

      Ainda não.

      – E é possível aposentar com o salario que se ganha ?

      Não. A aposentadoria será proporcional.

      – tem plano de saúde odontológico ?

      O atual presidente do TJMG fez uma proposta aos sindicatos de criação de um auxílio-saúde no valor de até R$ 300 (valor varia conforme a idade) e de um auxílio-transporte no valor de até R$ 200.

      As negociações quanto ao valor desses auxílios ainda não foram encerradas. Pode haver mudança para mais.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  14. Boa tarde Guilherme,

    Caso eu recuse a vaga pra assumir o contrato precário, estando aprovado no certame, perco o direito de nomeação?!
    Ou meu nome continua na lista dos aprovados para possível nomeação? digo porque sou servidor, e não posso trocar o certo pelo duvidoso(CONTRATO PRECÁRIO).

    Valeu e Parabéns pelas aprovações!

    Responder

    1. Olá Rafael tudo bem!?

      Veja um exemplo de convocação a título precário no TJMG: http://www.tjmg.jus.br/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId=FF80808145BC3D0B0145CC3C60410693&inline=1

      Perceba que lá fala expressamente que o aprovado no concurso deve manifestar seu interesse ou não de tomar posse a título precário.

      Lembrando que o CNJ está em cima do TJMG para acabar com nomeações a título precário: http://www.cnj.jus.br/noticias/cnj/61825-conselho-estabelece-prazos-para-tribunal-mineiro-nomear-aprovados-em-concurso

      Um abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  15. Bom dia Guilherme,

    O salário líquido inicial com a nova jornada de 8hs é em torno de R$3200,00 ou esse valor é bruto ?

    Na sua opnião qual o melhor cargo, oficial de apoio judicial ou oficial judiciário ? Existe diferença nos salários ?

    Responder

    1. Olá Juarez, tudo bem!?

      Esse valor seria o líquido.

      Algumas atualizações:

      – O auxílio-creche foi reajustado para R$ 699,00, por dependente. Fonte: http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/po34212016.pdf

      – O vale-refeição, que é pago em dinheiro, foi reajustado para R$ 884,00. Fonte: http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/po34222016.pdf

      – O TJMG apresentou uma proposta aos sindicatos de criação do auxílio-transporte e auxílio-saúde. As negociações entre sindicatos e TJMG em relação ao valor desses auxílios ainda não foram concluídas.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  16. Bom dia, Guilherme.

    Quais concursos são semelhantes ao tjmg para aprimoramento no estudo?

    Emilia

    Responder

    1. Olá Emília,

      Não sei se entendi bem a sua pergunta.

      Você quer prestar concursos com conteúdo semelhante ao do TJMG para aprimorar o estudo?

      Se for esse o caso, você pode fazer provas do MPMG, TCEMG, TJ 2ª Instância, ALMG, além de outros TJ estaduais.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC – http://www.queropassaremconcursos.com.br

      Responder

  17. Olá!
    Gentileza comentar como ocorre na prática as funções do servidor Oficial Judiciário.
    Obrigada,
    Norma

    Responder

    1. Olá Norma, tudo bem!?

      O Oficial Judiciário, especialidade Comissário da Infância e da Juventude realiza atribuições mais externas, relacionadas a crianças e adolescentes.

      Veja as principais atividades:

      – deter ou apreender menor abandonado ou infrator, apresentando-o de imediato ao
      Juiz ou a outra autoridade competente;
      – lavrar auto de infração à lei de assistência e proteção ao menor;
      – fiscalizar, nos termos da legislação específica, a entrada e permanência de menor
      em casas de diversão, bares, emissoras de rádio ou televisão, ginásios esportivos,
      cabarés ou congêneres;
      – executar atividades afins identificadas pelo superior imediato.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC – http://www.queropassaremconcursos.com.br

      Responder

  18. Bom dia,
    Gostaria de saber como que funciona a previdencia dos servidores do TJMG, com relação a aposentadoria.
    1) Quando aposentam o ADE incorpora a aposentadoria?
    2) O servidor aposenta com aposentadoria integral?
    3) É verdade que o ultimo nível de se consegue atingir é a PJ 77 da Classe B, que a classe A é só por indicação? ( claro que obedecendo as regras para a promoção vertical, como graduação, pos, mestrado e talz)
    4) Pelo que você explicou, pelo jeito consigo chegar a PJ 77, seguindo o tempo máximo, em 22 anos?

    Responder

    1. Olá Thiago,

      Vamos lá:

      1) Quando aposentam o ADE incorpora a aposentadoria?

      Sim. Vide o art. 9º da Resolução nº 634/2010, que regulamenta o ADE: http://www8.tjmg.jus.br/institucional/at/pdf/re06342010.pdf

      2) O servidor aposenta com aposentadoria integral?

      Não. Será proporcional.

      3) É verdade que o ultimo nível de se consegue atingir é a PJ 77 da Classe B, que a classe A é só por indicação? ( claro que obedecendo as regras para a promoção vertical, como graduação, pos, mestrado e talz)

      Atualmente a classe A só existe no papel e apenas algum servidores mais antigos estão posicionados nessa classe. Ninguém mais poderá alcançá-la. Quando sai o edital de promoção vertical, nem consta mais a possibilidade de alcançar a classe A.

      4) Pelo que você explicou, pelo jeito consigo chegar a PJ 77, seguindo o tempo máximo, em 22 anos?

      Se você conseguir todas as promoções de primeira pode chegar nesse prazo.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  19. BOm dia!
    Esqueci de perguntar qual que é o teto do servidores do TJMG?
    Porque não me parece ser mesmo que os servidores de MG que é de R$30.430,00.
    Att

    Responder

    1. Olá Thiago,

      O teto é o final da carreira, que corresponde ao PJ 77. Hoje, esse valor está em R$ 12.461,35, conforme tabela de vencimentos do TJMG.

      Segue o link com o valor dos vencimentos durante toda a carreira: http://site.serjusmig.org.br/uploads/serjusmig_2015/TABELA%20DE%20VENCIMENTOS%20MAIO%202016.pdf

      Lembrando que a esse valor deve ser somado o ADE, que ao final da carreira chega até a 70% do vencimento básico.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  20. Olá. A respeito do aumento da carga horária de 6 para 8 horas diárias e do consequente aumento na remuneração em cerca de 33%… então vai para cerca de 3.200 já com os 799 de alimentação incluso ou ficará 3.200 + os 799 de alimentação? Abraço.

    Responder

    1. Olá Murilo, tudo bem!?

      O vale alimentação é pago em dinheiro. Dessa forma, já está incluído no salário.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  21. Parabéns pelo seu blog! Eu estava em dúvida sobre prestar ou não o concurso 2016 do tjmg, mas decidi investir depois de ler o seu blog.
    Eu tenho uma dúvida: existe vacância de órgão federal para estadual?

    Explicando: sou servidora pública do executivo federal, caso eu seja aprovada em outro concurso federal eu não peço exoneração, peço vacância, porque assim eu mantenho a data de ingresso no serviço público e consigo manter as vantagens da minha data de ingresso. Porém, eu não sei se isso é possível do federal para o estadual.
    Eu tomei posse quando a regra de aposentadoria era que os proventos são calculados pela média das últimas 80 contribuições. Em 2013, passou a valer o teto do inss para servidores novatos. Assim, é interessante pra mim manter a data em que ingressei por causa da aposentadoria.

    Aguardo o retorno

    Responder

    1. Olá Renata, tudo bem?

      Sugiro que faça uma consulta diretamente ao Recursos Humanos do TJMG para que você tenha uma resposta oficial da instituição sobre o caso. E também poderá guardar a resposta como forma de resguardar seus direitos.

      Assim você terá total segurança para decidir se vale a pena ou não mudar de órgão.

      Segue o link para você entrar em contato com o TJMG: http://www.tjmg.jus.br/portal/ouvidoria-1/

      Abraço,

      Guilherme Machado

      Responder

  22. Oi Guilherme, que excelente artigo! Muito obrigada!
    li acima algumas dicas de como estudar…. sempre procuro como fazer resumos de disciplinas, como Atos de oficio por exemplo, tenho dificuldade é nas revisões, fico sempre lendo tudo e isso me faz perder tempo, ao mesmo tempo não sei como resumir.
    Dá umas dicas de estudos, carga horária, revisões?
    Obrigada!

    Responder

    1. Olá Flávia, tudo bem por aí? Espero que sim 🙂

      Vou te falar uma coisa eu nunca fui fã de fazer resumos. Acho uma tremenda perda de tempo!

      Eu perdia horas e horas anotando tudo no caderno para depois reler.

      Só que nunca relia nada ou precisava reler o caderno dezenas de vezes para guardar a matéria (e isso leva muito tempo…).

      Tem coisa mais chata que isso? Até desanima de estudar…

      Eu penso que, para revisar, o meio mais rápido eficiente é fazer exercícios!

      Ainda mais em matérias que exigem decoreba, como Atos de Ofício.

      Compre apostilas ou livros que trazem os exercícios na ordem da matéria e use para fazer revisão.

      Ex:
      Apostilas de Exercícios da Editora Atualizar: http://www.editoraatualizar.com.br
      Livros da Série Revisaço da Editora Juspodivm: https://www.editorajuspodivm.com.br/

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  23. Ei Guilherme, muito bom o artigo.
    Você sabe me dizer se há previsão para o concurso da 2ª instância do TJMG nível médio? O cargo de Oficial Judiciário da 2ª instância é equivalente em salário do Oficial Judicial da 1ª?

    Obrigada.

    Responder

    1. Olá Sandra! Tudo tranquilo?

      O Concurso da 2ª Instância venceu em 20/09/2016, mas segue sem previsão. O da 1ª instância deve sair antes.

      E o cargo de Oficial de Apoio da 1ª é equivalente ao cargo de Oficial Judiciário da 2ª. Ambos ingressam no TJMG no padrão 28 da tabela remuneratória.

      A diferença é que até este ano, os servidores da 2ª instância tinham 60 dias de férias e, consequentemente, 2/3 de adicional.

      Mas isso acabou por força de decisão do STF e já não há mais diferença salarial.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Blog QPC – Quero Passar em Concursos

      Responder

  24. Olá Guilherme tudo bem? Entre Flávia Rita e o Estretagia concursos o que me indica??? Quantas horas diárias vc me indica de estudos por dia?

    Responder

    1. Olá Sarah! Tudo bem!?

      Indico Flávia Rita para Português (com a própria Flávia) e Regimento Interno (Ronaldo Botrel). Para as demais matérias iria de Estratégia.

      Em relação às horas de estudo, depende da sua disponibilidade de tempo e do tanto que você já avançou no estudo.

      Com a proximidade da prova é preciso aproveitar todo o tempo livre para dar conta de estudar todo o conteúdo e revisar.

      Abraço!

      Guilherme Machado

      Responder

  25. quem é estagiário do TJMG , terá que contribuir para a previdência social ? ou só depois de passar do estágio probatório ? E outra não entendo uma coisa : pq não terá auxílio tranporte ?

    Responder

    1. Olá Jacqueline, tudo bem? 😉

      Estagiário não contribui para a previdência e também não tem auxílio-transporte.

      E somente servidor que está sujeito a estágio probatório.

      Abraço!

      Guilherme Machado
      Editor do Blog QPC

      Responder

  26. Parabéns, excelente sua página!!

    Mas afinal, se fosse para você arriscar umas respostas, quando acha que será a prova?

    Quantos acha que serão chamados?

    E sendo bem otimista, em quanto tempo você acha que começarão a chamar?

    Responder

    1. Fala Carlos Eduardo! Como vão as coisas?

      Obrigado pelos elogios! 🙂

      Em relação ao que me perguntou, não gosto de fazer especulação. Acho que isso só aumenta a ansiedade e tensão dos candidatos.

      E são questões que dependem de vários fatores que podem mudar a todo momento.

      O negócio é focar apenas em estudar e preocupar com isso só depois de passar!

      Abração!

      Guilherme Machado

      Responder

  27. GUILHERME, PARABÉNS PELO LINDO BLOG !!! PRA VARIAR TERIA ALGUNS PERGUNTINHAS PRA VOCÊ:

    1- ESSA REPOSIÇÃO INFLACIONARIA ANUAL DE 6 % EM MEDIA OCORRE INDEPENDENTE DESSE REAJUSTE ( DE 3 E 10%) ?;

    2- FUI APROVADA NO ULTIMO EXAME NACIONAL DA OAB, E SE PASSAR PRO TJ/MG VAO SUSPENDER MINHA CARTEIRA DA OAB? (E MAIS: A CARREIRA DE SERVIDOR DO TJ-MG OBSTA O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA ?)

    3 – CONCURSO PARA NIVEL SUPERIOR EM DIREITO SAIRÁ PRO TJ-MG AINDA EM 2017?

    DO MAIS SO TENHO A LHE AGRADECER PELA DISPOSICAO !!!
    BEIJOS !!!

    Responder

    1. Olá Dayane, tudo tranquilo?

      Vamos lá!

      1 – ESSA REPOSIÇÃO INFLACIONARIA ANUAL DE 6 % EM MEDIA OCORRE INDEPENDENTE DESSE REAJUSTE ( DE 3 E 10%)?

      Sim! A progressão na carreira de 3% e 10% alternadamente ocorre independentemente da data-base, que corresponde à reposição das perdas inflacionárias.

      E o percentual dessa data-base varia em cada ano, já que o Tribunal não cumpre com o índice oficial de inflação.

      A data-base deveria ser concedida sempre no mês de maio de cada ano, mas o Tribunal insiste em descumprir esse prazo. Somente depois de muita luta dos servidores é que o TJMG manda o Projeto de Lei e depois paga retroativamente ao mês de maio.

      2- FUI APROVADA NO ULTIMO EXAME NACIONAL DA OAB, E SE PASSAR PRO TJ/MG VAO SUSPENDER MINHA CARTEIRA DA OAB? (E MAIS: A CARREIRA DE SERVIDOR DO TJ-MG OBSTA O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA?)

      Você terá que ir na OAB e pedir a suspensão da carteira. E também estará impedida de advogar enquanto for servidora do TJMG.

      3 – CONCURSO PARA NIVEL SUPERIOR EM DIREITO SAIRÁ PRO TJ-MG AINDA EM 2017?

      Acredito que sim.

      Enfim! É isso! Espero ter ajudado!

      Abraço

      Guilherme Machado

      Responder

Comente este artigo!