Como Fazer Revisão para Concursos [Guia Prático – Passo a Passo]

Você sabe qual é a importância de fazer revisão para concursos públicos?

Mais do que isso: você sabe qual é a forma mais correta e eficiente de revisar?

Se você tem essas dúvidas chegou ao lugar certo.

Neste artigo eu vou te explicar por que você deve fazer revisão para concursos e também vou te mostrar como revisar da forma que dá resultados.

Ao final da leitura, vou revelar qual é o método que considero o mais eficiente para fazer revisões. Esse foi o método que utilizei para conseguir minhas aprovações.

Veja o conteúdo (exclusivo) que você vai encontrar neste artigo:

  • Por que você deve fazer revisão?
  • Conheça a curva do esquecimento;
  • Como fazer revisão (forma correta);
  • Como não fazer revisão (forma errada);
  • Quando fazer as revisões (periodicidade);
  • Melhor horário para fazer revisão;
  • Quanto tempo deve durar a revisão;
  • Como organizar as datas das revisões;
  • Método mais eficiente (e rápido) para revisar.

Por Que Você Deve Fazer Revisão para Concursos?

revisão concursos

Você que é concurseiro sofre com um problema: precisa absorver e fixar na memória um número excessivo de informações.

Para piorar, os editais de concursos públicos estão exigindo cada vez mais conteúdo dos candidatos.

E, para ser aprovado, é preciso dominar todo esse conteúdo, sem correr o risco de esquecer alguma coisa na hora da prova.

Assim, não basta estudar e aprender um conteúdo hoje. Você precisa manter essas informações na sua memória até o dia do seu concurso.

É aí que entra a importância de fazer revisão para concursos.

Se você não revisar o conteúdo estudado periodicamente, a cada dia que passa vai esquecer parte do que estudou até que os famosos “brancos” se tornem cada vez mais comuns.

E isso já foi comprovado cientificamente por meio da curva do esquecimento, que vou te apresentar a partir de agora.

A Curva do Esquecimento

A chamada curva do esquecimento foi criada com base em um estudo teórico do psicólogo alemão Herman Ebbinghaus.

Ela demonstra como o nosso cérebro perde a capacidade de reter a informação com o passar do tempo.

Esse estudo respondeu à seguinte pergunta: se você estudar uma matéria hoje, em quanto tempo terá esquecido a maior parte do que estudou?

Os resultados foram demonstrados em um gráfico que ficou conhecido como curva do esquecimento:

Calma que eu vou te explicar exatamente o que esse gráfico quer dizer. Como o nosso objetivo aqui é aprender como fazer revisão para concursos e não se aprofundar em um estudo científico sobre a memória, vamos direto ao assunto.

Preste atenção linha azul. Ela demonstra o seu percentual de retenção da informação desde o dia de estudo até 1 mês após, caso você não faça nenhuma revisão nesse período.

Veja os resultados (assustadores) que esse gráfico demonstrou:

  • No dia que você estudou a matéria o seu cérebro é capaz de reter na memória cerca de 80% do conteúdo.
  • Após 24 horas, você já terá esquecido mais de 50% do conteúdo estudado;
  • Após 7 dias, você já esquecido mais de 70% do conteúdo estudado;
  • Após 30 dias, você já terá esquecido cerca de 90% do conteúdo estudado.

Você deve estar pensando que, diante desses números é melhor parar de estudar. Vai ser impossível estudar tanta matéria e lembrar de tudo até o dia da prova.

Mas calma! Não é bem assim!

Existe uma fórmula poderosa para se livrar dos efeitos da curva do esquecimento.

Adivinha qual é? A famosa revisão!

Você está vendo aquelas outras linhas coloridas lá no gráfico? Elas demonstram o quanto a sua capacidade de retenção da informação evolui na medida em que você faz revisões periódicas.

Mas não pode ser uma revisão feita de qualquer jeito. A revisão deve ser feita na hora certa e utilizando um método adequado.

Esses mesmos estudos indicaram qual é a periodicidade e a forma correta para fazer revisão e fixar o conteúdo na memória de forma duradoura e definitiva.

E vamos começar a falar sobre isso a partir de agora!

Continue a leitura até o final e não deixe para terminar amanhã, pois já poderá ter se esquecido de grande parte do que aprendeu até aqui.

Como Fazer Revisão para Concursos (forma correta)

como fazer revisão para concurso público

Em primeiro lugar vamos falar sobre o método correto para fazer revisão para concursos, combinado?

Logo em seguida, eu vou tirar suas outras dúvidas. Eu sei que você deve estar se perguntando de quanto em quanto tempo deve revisar mas daqui a pouco a gente vai falar disso.

Agora vamos aprender como fazer revisão para concursos dá forma que dá resultados.

É o seguinte: quando você estuda por um curso online em PDF e videoaulas ou por livros, você não faz marcações de texto, anotações, esquemas, resumos, flash cards e mapas mentais?

Pois é! É esse conteúdo que você precisar na hora de revisar.

Com tanta coisa para estudar e com pouco tempo disponível, a revisão deve ser curta e objetiva. Não dá tempo de reler todo o conteúdo estudado.

Você precisa focar nos pontos principais. Por isso é fundamental que durante o estudo você faça:

  • resumos;
  • marcações de texto;
  • flash cards;
  • mapas mentais.

Guarde esse material de forma organizada e na ordem, em pastas separadas por matérias.

Na hora de revisar, você fará apenas uma leitura rápida desse material.

Como Não Fazer Revisão para Concursos (forma errada)

Antes de prosseguirmos preciso falar também sobre a forma de errada de fazer revisão.

Durante meus anos de experiência em concursos públicos eu detectei 2 grandes erros que alguns candidatos cometem ao fazer revisão para concursos públicos:

  1. Fazer revisões muito espaçadas: revisões para concursos públicos devem ser feitas periodicamente e sem intervalos muito longos.
  2. Fazer revisões longas e cansativas: revisar não é estudar todo o conteúdo novamente. Você não pode reler tudo de novo. Você deve rever apenas os pontos mais importantes. Por isso você não deve gastar o mesmo tempo que leva para estudar conteúdo novo para fazer revisões. Elas devem ser rápidas e objetivas.

Quando Fazer as Revisões (periodicidade)

revisão concurso público

Mas de quanto em quanto tempo deve ser feita a revisão para concursos públicos?

De acordo com estudos teóricos, este é o tempo ideal para se livrar dos efeitos da curva do esquecimento:

  • 1ª Revisão (a + importante): no máximo 24 horas após o estudo;
  • 2ª Revisão: 7 dias depois;
  • 3ª Revisão: 30 dias depois;
  • Revisões seguintes: de 30 em 30 dias.

Essas revisões de 30 dias em 30 dias devem continuar até que você reveja o mesmo conteúdo cerca de 7 vezes, o que seria o suficiente para não esquecer mais.

Esse estudo teórico é lindo. Seria perfeito se desse tempo para segui-lo.

Ocorre que os teóricos que desenvolveram esses prazos não estudavam para concursos e não tinham tantas matérias para estudar em tão pouco tempo.

O grande problema desse roteiro é que em pouco tempo as revisões vão começar a se acumular no mesmo dia e vai chegar uma hora que você vai perder mais tempo fazendo revisões do que estudando conteúdo novo.

Vamos dar um exemplo:

D: Hoje (dia 01/03)Estudou princípios da administração pública
D+1: Amanhã (dia 02/03)Revisão de princípios da administração pública
D+7: Após 7 dias (dia 08/03)Revisão de princípios da administração pública + revisão do que estudou no dia anterior
D+30: Após 30 dias (dia 31/03)Revisão de princípios da administração pública + revisão do que estudou no dia anterior + revisão do que estudou na semana anterior

Percebe a confusão que isso vai virar com o tempo? Vira uma bola de neve!

Esse intervalo de revisão pode ser o ideal para os teóricos e cientistas, mas não funcionou pra mim.

Afinal, ele não  foi desenvolvido para estudar para concursos públicos, mas para estudos em geral.

Mas nós dois sabemos que estudar para concurso é bem diferente. É preciso dominar muita matéria em pouco tempo.

Assim, na minha opinião é complicado revisar com essa periodicidade sugerida pela maioria dos teóricos da área. Seria o ideal, mas não dá tempo!

Por isso, leia este artigo até o final, pois vou dizer qual é o método de revisão para concurso que considero ideal, que funcionou para mim e que talvez possa funcionar para você.

Melhor Horário para Fazer Revisão

Quanto a isso não existe uma regra, já que nem todos possuem a mesma rotina de estudos. Uns estudam somente de manhã, outros de tarde, outros à noite e outros o dia todo.

Assim, cada um deve encontrar o melhor horário para fazer revisão de acordo com o tempo diário que tem disponível.

Uma sugestão é que você faça a revisão antes de começar a estudar o conteúdo novo, para já ir aquecendo.

Ou se não quiser misturar conteúdo novo com conteúdo a ser revisado, pode deixar para estudar conteúdo novo durante o dia e deixar para fazer revisões no período da noite.

Quanto Tempo Deve Durar a Revisão?

quando fazer revisão para concursos

Lembra que eu já te falei que a revisão deve ser curta e rápida? Vou deixar isso claro de novo: revisar não é reler todo o conteúdo novamente.

Você deve focar apenas nos pontos mais importantes.

Por isso é importante que ao estudar você faça resumos curtos, mapas mentais, flash cards e marcações de texto e utilize somente esses materiais para fazer revisão.

E o mais importante: a cada revisão do mesmo assunto o tempo de duração deve ser menor.

A medida que você for revisando o mesmo assunto vai ficar cada vez mais familiarizado com a matéria.

Até que vai chegar um ponto em que você vai bater o olho e já vai saber tudo que tem naquele material. 

Assim, a tendência é revisar cada vez mais rápido o mesmo assunto.

Sugiro que adote o seguinte tempo:

  • Revisão de 24 horas: máximo 20 min
  • Revisão de 7 dias: máximo 15 min
  • Revisão de 30 dias: máximo 10 min

Como Organizar as Datas das Revisões

Com tanto conteúdo para estudar e revisar, você vai precisar se organizar.

Você pode utilizar um método tradicional que é comprar uma agenda só para esta finalidade ou utilizar as agendas digitais que você encontra facilmente na internet e que emitem lembretes automáticos.

Vou deixar algumas dicas para você aprender como organizar suas revisões:

  • Utilize abreviaturas para se referir às matérias. Ex: Direito Administrativo: DAdm.

Exemplo: Hoje (D) você estudou princípios da administração pública em Direito Administrativo.

  • Vá para a agenda e anote nos dias correspondentes a matéria e o assunto:
D+1 – No dia seguinte:DAdm – Princípios
D+7 – Uma semana depois:DAdm – Princípios
D+30 – Um mês depois:DAdm – Princípios

Ao invés do assunto, você também pode fazer a marcação por páginas. Eu prefiro assim:

D+1 – No dia seguinte:DAdm – Pgs 120 a 135
D+7 – Uma semana depois:DAdm – Pgs 120 a 135
D+30 – Um mês depois:DAdm – Pgs 120 a 135

Para a galera que gosta de fazer tudo pelo smartphone, também há um aplicativo chamado “Partiu Revisar” que tem como proposta organizar essas revisões.

Você testá-lo e ver se atende às suas necessidades.

Método Mais Rápido e Eficiente para Revisar – Revisão QPC

como fazer revisão para concursos públicos

Durante este artigo você conheceu o método de revisão mais comum, desenvolvido por teóricos em matéria de memorização.

Contudo, como já disse, eu acho inviável fazer tantas revisões tendo tanta matéria para estudar em tão pouco tempo.

Se você seguir o método tradicional e revisar matérias em intervalos de 24 horas, 7 dias e depois de 30 em 30 dias, vai chegar uma hora que você vai passar mais tempo revisando do que estudando conteúdo novo.

E assim você não vai avançar ou vai avançar lentamente nos tópicos do edital do seu concurso. E isso vai te gerar uma ansiedade tremenda!

Você vai começar a ficar desesperado quando perceber que o tempo está passando e o seu estudo pouco avançando.

Assim, vou deixar como sugestão um método alternativo, que considero que seja mais rápido e eficiente.

Vou chamar esse método de Revisão QPC.

Não estou dizendo que esta seja a melhor forma de revisar ou o método perfeito.

Mas foi o que funcionou para mim. Fica a seu critério testar ou não.

Vamos começar?

Vou deixar o passo a passo da Revisão QPC, que se divide em duas etapas:

Etapa 1: Leitura da Teoria + Revisões

1 – Compre um livro ou material em PDF que traga teoria + questões ao final dos capítulos. Ex: Estratégia Concursos ou Gran Cursos Online.

2 – Estude esse material somente uma vez, mas de forma bem estudada, fazendo uma leitura aprofundada, com marcações dos pontos mais importantes. Só passe para o tópico seguinte se entender totalmente o assunto.

Também faça resumos, esquemas, mapas mentais, flash cards e guarde esse material em pastas separadas por matéria e na ordem.

3 – Faça a revisão das primeiras 24 horas. Essa não tem jeito de fugir. É a mais importante.

Você pode fazer essa revisão no dia seguinte, antes de começar a estudar.

Você vai começar fazendo alguns exercícios sobre a matéria que estão no seu livro ou PDF.

Depois vai reler os resumos, mapas mentais, flash cards e marcações de texto. Tudo bem rápido e objetivo!

4 – A revisão seguinte será a de 7 dias depois e será feita da mesma forma que a anterior.

5 – Pronto! Vamos parar por aí! Não vamos fazer as revisões de 30 em 30 dias.

Etapa 2: Revisão por meio de exercícios

1 – Depois que terminar de estudar todo o livro ou PDF, vamos à melhor parte: FAZER QUESTÕES!

Eu acredito que resolver questões é a forma mais eficiente para revisar e fixar o conteúdo de forma duradoura.

2 – Ao invés ficar fazendo revisões teóricas pelo resto da vida, daqui pra frente só vamos revisar na prática, por meio da resolução exaustiva de questões de concursos, preferencialmente da mesma banca organizadora.

3 – Para isso, você vai pegar o conteúdo programático do seu concurso e resolver questões sobre cada tópico, na ordem do edital, até esgotar os assunto. Faça muitas, mas muitas questões.

4 – Você pode utilizar sites de questões de concurso ou livros de revisão por meios de exercícios comentados, como os da série Revisaço da Editora Juspodvim. Nesses site e livros é possível resolver questões por assunto e banca organizadora.

5 – E assim, você vai revisar todo o seu edital, vai conhecer a banca organizadora, e vai fixar o conteúdo de forma definitiva.

Guarde isso que estou dizendo: Você vai aprender por aí dezenas de métodos complexos para passar em concurso mas, no final das contas, é a resolução de questões que vai fazer a diferença.

6 – Na semana ou semanas anteriores à prova, vale a pena reler os resumos, mapas mentais, esquemas e flashcards, e também resolver provas completas, do mesmo cargo que irá prestar.

E aí? O que você achou deste artigo? Aprendeu como fazer revisão para concursos?

Deixe um comentário!

Como Fazer Revisão para Concursos [Guia Prático – Passo a Passo]
4.7 (94.05%) 37 votes

9 Comentários


  1. Acho que o principal problema que aflige muitos concurseiros na hora de revisar é o volume de revisão. Vamos supor um material teórico bom, como o do Estratégia, para Direito Constitucional. Um curso de Constitucional para um bom concurso, por exemplo, AJAJ, tem 12 aulas (exemplo).

    Cada aula possui dezenas de páginas. No final das 12 aulas, temos um volume de revisão muito grande. Supondo a leitura integral de um PDF desses por cerca de uma hora e meia (o que eu acho o mínimo), vamos dizer que a revisão dessa aula dure 15 minutos. 15 minutos x 12 aulas = 180 minutos ou 3 horas de revisão!!

    E isso é para UMA matéria. Juntemos mais umas 10 matérias para um concurso de AJAJ, por exemplo. Serão dezenas de horas de revisão no total.

    Essa é a parte que “quebra” muita gente: como conciliar o estudo de conteúdo novo com um volume tão grande de revisão? Para quem tem muito tempo para estudar, ainda vai, mas trabalhando em tempo integral? É um desafio que ainda não vi uma solução!

    Responder

    1. Olá Carlos, tudo bem?

      Concordo que o material a ser revisado ficará grande com o passar do tempo.

      Por isso eu reforço a importância de que o material de revisão seja curto e objetivo e que você nada deve reler todo o material novamente. Você vai voltar apenas nos pontos mais importantes que você resumiu ou marcou no texto.

      E a cada leitura do mesmo material a revisão deve ser mais rápida, até chegar o ponto em que só de bater o olho já vai saber do que se trata.

      Além disso, considero que a forma mais eficiente de fazer revisões é por meio da resolução de exercícios. Tem que chegar em um ponto que você fará revisão apenas por meio de questões de concurso, de preferência comentadas.

      Assim o processo de revisão será mais rápido, produtivo e prazeroso.

      Um abraço,

      Guilherme Machado

      Responder

  2. Oi, fiquei com uma dúvida: se o PDF tiver 150 páginas e, eu estudar hoje apenas 40 páginas, como devo fazer a revisão de 24h? Devo, no dia seguinte, revisar apenas essas 40 páginas já estudadas, ou esperar terminar essa aula para aí sim fazer a revisão em 24h após a conclusão do PDF?
    Obrigada

    Responder

    1. Olá Katy, tudo bem?

      Nesse caso você deve revisar apenas a 40 páginas já estudadas no dia seguinte.

      Não recomendo que você esperar terminar o PDF todo para revisar, já que isso pode levar vários dias.

      Um abraço,

      Guilherme Machado

      Responder

  3. Olá, boa noite, seu blog é otimo…

    preciso tirar uma duvida urgente kkkk, sou marinheira de primeira viagem e nao quero perder tempo, quero estudar logo, mas nao quero fazer isso sem me progromar.

    estou querendo comecar a estudar pra concurso. analista trt.

    primeira pergunta: alem de analista do trt (que é meu foco !!), pensei prestar pra tecnico trt, e tecnico INSS ? dei uma olhada nos editais anteriores, achei proximo os asssuntos… qual sua opnião?

    segunda pergunta: quero comecar a estudar antes do edital, minha pergunta é: como reorganizar os estudos, aproveitando o que voce ja estudou, readequando ao edital quando ele sair? – reinicia todo o processo de estudos? pega um material atualizado pro edital e estuda com esse metodo de revisao? como seria…

    outra dificuldade minha é estudar por pdf, mas tentarei, prefiro video aula….

    muitissimo obrigado, tou fazendo um pente fino no seu blog pra ficar bem preparada 😉

    Responder

    1. Olá Hauana, tudo bem com você?

      Legal demais saber que o meu blog está te ajudando de alguma forma.

      Vamos lá, vou tentar tirar suas dúvidas.

      PRIMEIRA PERGUNTA:

      Você disse que o seu foco é analista do TRT, mas também quer estudar para técnico do TRT e técnico do INSS? Então já te digo que você não está tendo foco.

      Se cada concurso desse cobrar 10 matérias, você acha que vai conseguir estudar e aprender em alto nível 30 matérias? Impossível!

      A decisão é sua, mas a minha sugestão é que você escolha apenas um desses cargos para focar. Se optar por analista, também faça a prova de técnico, mas estude somente as matérias de analista.

      Para ser aprovada e nomeada em um TRT você precisará dominar as matérias para acertar cerca de 90% das questões. Então não dá para estudar um monte de matéria diferente ao mesmo tempo e ficar boa em todas.

      Pegue as matérias de um cargo e se especialize nelas.

      SEGUNDA PERGUNTA:

      Antes do edital: estude o edital do último concurso, se não for muito antigo, ou de um concurso mais recente. Invista em um bom material e estude cada ponto do edital. Durante esse estudo vá fazendo resumos (curtos) e mapas mentais para utilizar nas revisões. Faça revisões periódicas e faça muitos, mas muitos exercícios.

      O ideal é que quando o edital seja publicado você já tenha estudado todo o edital anterior.

      Depois do edital: revisão do conteúdo já estudado, principalmente por meio de exercícios (o mais importante), e estudar as matérias novas que o edital exigir e que você ainda não estudou.

      Em relação a estudar por PDF: Acredite, você se acostuma! Procure por leitores de PDF que permitem fazer anotações e marcar o texto. Assim fica mais fácil!

      Acho que é só né? Enfim, espero ter ajudado!

      Um abraço,

      Guilherme Machado

      PS: Vou começar a postar dicas de estudo no meu canal no Youtube: https://youtube.com/blogqpc

      Se inscreve lá para acompanhar!

      Responder

Comente este artigo!