Como Estudar Para Concurso: O Guia Definitivo! [Passo a Passo]

Você quer aprender como estudar para concurso da forma correta, que dá resultados?

Neste artigo você vai ter acesso a um guia completo e definitivo, com o passo a passo para você aprender a estudar para qualquer concurso público de forma simples, eficaz e eficiente.

Este guia, composto por 13 passos (mais uma dica final que considero a mais importante), é indicado tanto para quem vai começar a estudar para concursos públicos do zero, quanto para quem já estuda há algum tempo, mas ainda não conseguiu resultados. 

Ao seguir o método ensinado nesse passo a passo você estará apto a ser aprovado e nomeado em qualquer concurso público.

Eu utilizei esse método e, mesmo sem nunca ter sido estudioso, consegui ser aprovado e nomeado em diversos concursos, inclusive da área federal, com remuneração inicial acima de R$ 10 mil.

Veja os 13 passos simples e práticos que fazem parte desse guia:

  • Passo 1: Comece já;
  • Passo 2: Tenha foco;
  • Passo 3 – Faça o levantamento das matérias;
  • Passo 4 – Escolha um bom material;
  • Passo 5: Defina o seu local de estudo;
  • Passo 6: Organize sua rotina;
  • Passo 7: Monte uma planilha de estudo;
  • Passo 8 – Estude tópico a tópico do edital;
  • Passo 9 – Conheça a banca;
  • Passo 10 – Faça revisões;
  • Passo 11 – Não descuide da redação;
  • Passo 12 – Vá fazer provas;
  • Passo 13 – Não desista!
  • Dica final (a mais importante!)

Leia este artigo até o final e não pule etapas, pois cada passo é fundamental para que você consiga a aprovação no concurso dos seus sonhos.

Vamos começar!

Como Estudar para Concurso Passo a Passo

Passo 1: Comece já!

Você vive arrumando desculpas para adiar o início dos estudos? Ou tem o hábito de esperar o edital sair para começar a estudar? Chegou a hora de colocar um fim nessa enrolação! 

Se você realmente quer ser aprovado em um concurso público deixe as desculpas de lado e comece imediatamente!

Saiba que para você aprender como estudar para concurso da forma correta existe uma regra básica: não espere o edital ser publicado!

Você precisa dar início aos estudos com antecedência. Passar em um concurso público é um projeto de médio ou longo prazo, que exige planejamento. Assim, não dá pra deixar para a última hora.

Depois que o edital é publicado você tem em média um prazo de apenas três meses para estudar até o dia da prova, o que é insuficiente, considerando que o nível dos candidatos está alto e a concorrência só aumenta.

Por isso, deixe a procrastinação de lado e comece a estudar imediatamente, mesmo que o concurso que você esteja esperando não tenha nenhuma previsão de sair.

Mas se o seu edital já está perto, também vale a pena começar agora. Mas tenha em mente que se a aprovação não viver neste concurso, você terá acumulado conhecimento para os próximos que virão.

Assim, nada de desanimar em caso de reprovação!

Passo 2: Tenha foco!

como estudar para concurso foco

É fácil identificar um candidato de primeira viagem que ainda não sabe como estudar para concurso. Você pergunta: para qual concurso você estuda?

E a resposta geralmente é: para vários! Para o Banco do Brasil, Polícia Civil, Prefeitura, Tribunal de Justiça etc…

Mas saiba que a falta de foco é um erro muito comum entre os que estão começando. Esses candidatos costumam estudar para todos os editais que forem publicados, independentemente da área.

E o resultado é um só: a reprovação!

O grande problema é que concursos de áreas diferentes exigem conteúdos diversos e não dá para você adquirir um conhecimento aprofundado em todas as matérias.

Por isso é fundamental que você defina uma área de estudo e se torne um especialista nessa área.

Ao fazer isso, você estudará somente matérias  específicas da área e terá a possibilidade de atingir o nível de conhecimento necessário para ser aprovado.

Você pode até prestar vários concursos, mas desde que relacionados à mesma área.

São exemplos de áreas: policial, bancária, fiscal, tribunais, magistratura, procuradorias, ministério público etc.

Mas você sabe como escolher uma área?

Aqui entra outro erro comum entre os concurseiros: pensar apenas no salário!

Ao escolher uma área de estudo você deve levar em consideração não só o salário inicial, mas também os seguintes fatores:

  • Afinidade com as matérias: você sempre gostou de estudar matérias como Português, Direito Administrativo e Constitucional. Aí resolve escolher uma área que exige Matemática, Contabilidade e Estatística? Será que você vai ter paciência para passar meses ou anos estudando matérias que você detesta? Pense nisso!
  • Carreira: alguns concursos oferecem um salário inicial baixo, mas a carreira é boa. Assim, com o passar dos anos o seu vencimento vai aumentando consideravelmente. Por isso, procure saber qual é a forma de progressão na carreira.
  • Benefícios: além do salário, alguns órgãos oferecem diversos benefícios e adicionais que fazem a diferença, como auxílio-saúde, auxílio-creche, auxílio-transporte etc..
  • Jornada de trabalho: Você sabia que em alguns concursos é possível trabalhar apenas 4 ou 6 horas por dia? Talvez você queira ter um tempo livre para fazer o que gosta ou para cuidar da família. E aí a questão da jornada será um fator importante para definição da área.
  • Atribuições do cargo: procure pensar no que vem depois da aprovação. Passada a comemoração, nomeação e posse, você terá que exercer aquela atividade durante anos. Será que as atribuições são compatíveis com o seu perfil? Pergunte a você mesmo: eu estou disposto a fazer isso pelos próximos 30 anos? Se a resposta for não é melhor escolher outro área.
  • Local de trabalho: esse é um fator que poucos levam em consideração, mas que é muito importante. Você precisa saber as localidades para onde poderá ser nomeado. Em alguns concursos é possível escolher o local no momento da inscrição. Já em outros, você pode ser nomeado para qualquer cidade de uma determinada região. Por isso, você deve pensar seriamente se está a disposto a mudar de cidade, sem data certa para voltar para casa, já que as remoções estão cada vez mais difíceis.

Lembrando que, depois de fazer essa escolha, você poderá prestar vários concursos, mas desde que dentro da mesma área.

Se você decidiu estudar para concursos de TRT, por exemplo, nada impede que você também faça provas de concursos de TRF ou TRE.

Passo 3 – Faça o levantamento das matérias

Agora que você já definiu uma área de estudo é hora de fazer o levantamento das matérias que você terá que estudar.

Para fazer isso, pegue o último edital do concurso que irá prestar. Se for muito antigo, pegue o edital de um concurso recente, da mesma área, que tenha sido realizado pela mesma banca organizadora.

Ex: Você vai prestar concurso para técnico judiciário do TRT da 3ª Região, mas o último edital é de 5 anos atrás. Nesse caso é melhor você pegar o edital de outro concurso de TRT que foi realizado recentemente e que teve a mesma banca organizadora.

Depois disso faça uma lista com todas as matérias cobradas nesse edital para o seu cargo. Você também deve imprimir o conteúdo programático do edital com todos os tópicos exigidos dentro de cada matéria.

Guarde esse material, que será útil mais pra frente!

Passo 4 – Escolha um bom material

Chegou a hora de dar mais um passo importante para aprender como estudar para concurso da forma correta, que dá resultados.

É a hora de escolher o material de estudo!

Aqui surge outro erro bastante comum: o candidato quer ganhar 5, 10 ou 20 mil reais por mês mas não quer investir um centavo em material de qualidade. Acha que vai conseguir gratuitamente todo o material na internet.

E quando não quer material gratuito, quer comprar o mais barato do mercado, como aquelas apostilas vendidas em bancas de revista.

Não caia nesse erro! Com a concorrência atual e o nível dos candidatos, você precisa estudar pelo melhor material e isso requer investimento.

Eu mesmo já incorri nesse erro. Ficava comprando material barato e não tinha resultados. Então no final das contas acabei gastando mais dinheiro do que se tivesse investido em um único material, mas de qualidade comprovada.

Em relação à escolha do material, recomendo que você adquira algum curso em PDF + Vídeo Aulas, específico para o concurso que irá prestar. Se ainda não tiver disponível, procure cursos de preparação regular da mesma área.

Mas, ao escolher, verifique se o material tem a maior parte das matérias que você listou no tópico anterior. Se não tiver, você também tem a opção de adquirir disciplinas isoladas.

Em relação a material de qualidade no formato PDF + Vídeo Aulas, sempre indico o Estratégia Concursos, que foi o que utilizei para ser aprovado.

Atualmente, o Gran Cursos Online também é uma ótima opção no mercado.

Esses materiais são didáticos, completos, atualizados e trazem toda a teoria exigida no edital, além de diversas questões comentadas.

DICA: O Estratégia Concursos e o Gran Cursos Online confiam tanto na qualidade do material que oferecem garantia de satisfação ou seu dinheiro de volta. Assim, se no prazo de 30 dias após a compra você não ficar satisfeito, basta pedir a devolução do valor pago.

Por fim, se você vai prestar concursos da área jurídica, invista em um bom Vade Mecum (código que reúne as principais leis em concursos), que seja completo e atualizado, para estudar a legislação seca.

DICA: Se você não tiver condições de adquirir um bom Vade Mecum, o site do Planalto disponibiliza gratuitamente toda a legislação federal atualizada.

Passo 5: Defina o seu local de estudo

local de estudo como estudar para concurso

Aprender como estudar para concurso é importante, mas saber onde estudar para concurso também é fundamental.

Por isso, você deve escolher previamente o seu local de estudo, que deve ser silencioso e organizado.

Se a sua única opção é estudar em casa, procure um local longe da televisão, de barulho e de qualquer outro elemento de distração.

Também converse com seus familiares para que não te interrompam durante o seu horário de estudo.

Mas se você puder, recomendo que estude em um local onde o ambiente seja propício ao estudo e favoreça a concentração, como é o caso das bibliotecas e salas de estudo.

Alí você não será incomodado e ficará mais concentrado e motivado, já que estará cercado de pessoas que também estão estudando.

DICA: Algumas bibliotecas públicas possuem cabines de estudo disponíveis gratuitamente para qualquer pessoa. Entre em contato com as bibliotecas da sua cidade e veja se há um espaço disponível para estudo. Neste link aqui você encontra as bibliotecas públicas disponíveis em todas as cidades do país.

Passo 6: Organize sua rotina

guia como estudar para concurso público

Uma etapa indispensável para quem quer aprender como estudar para concurso da forma correta é a organização dos horários.

Você precisa aprender a organizar sua rotina e montar uma planilha de estudo para concursos. E eu vou te ajudar nisso!

Para começar, pegue um papel e liste todas as sua atividades diárias com os respectivos horários, desde a hora de acordar até a hora de dormir. Procure ser detalhista!

DICA: Clique aqui para baixar uma planilha que vai te ajudar nisso!

Você deve ser o mais detalhista possível ao listar as suas atividades diárias e os respectivos horários.

Exempo:

  • 06:30 – Acordar
  • 07:00 – Café da manhã
  • 07:30 – Deslocamento para o trabalho

Depois de feito esse levantamento, procure em sua rotina todos os horários disponíveis e separe-os para estudo.

Também é preciso cortar as atividades que não são essenciais. Ex: tempo utilizado para ver televisão, acessar redes sociais etc.

A partir de agora todo esse tempo também deve ser destinado ao estudo.

Depois disso anote o total de horas que você terá disponível para estudar por dia.

DICA: Não abra mão de pelo menos 6 horas de sono por noite e 30 minutos de atividade física por dia. Esse tempo é precioso e contribui diretamente para o seu rendimento nos estudos.

Passo 7: Monte uma planilha de estudo para concursos

Agora que você  já sabe quanto tempo tem disponível por dia, é hora de organizar sua nova rotina em uma planilha de estudo.

DICA: Clique aqui para baixar uma planilha de estudo para concursos.

Nessa planilha você vai poder listar todas as matérias que precisa estudar. Também terá a possibilidade de preencher quais matérias vai estudar em um dia com os respectivos horários.

O ideal é que você estude 6 dias por semana, com folga apenas aos domingos.

Você deve estudar pelo menos 2 matérias por dia, sendo 1 hora e 40 minutos de cada, com 20 minutos de intervalo.

Se você trabalha, deve estudar o máximo possível no fim de semana.

Você pode preencher a planilha com matérias fixas para um determinado dia ou fazer o preenchimento diários em ciclos.

Eu prefiro esta última opção, de preenchimento diário em ciclos.

Exemplo de horário com matérias fixas:

  • Segunda-feira: Português e Informática
  • Terça-feira: Direito Constitucional e Direito Administrativo

O problema do horário com matérias fixas é que se acontecer um imprevisto na segunda-feira e você não puder cumprir o horário previsto, só vai estudar Português e Informática novamente na na outra segunda-feira. E aí serão 15 dias sem estudar essas matérias.

Por isso eu prefiro o preenchimento diário em ciclos, em que eu coloco as matérias em uma lista e vou preenchendo duas por dia, na ordem.

Exemplo de horário com preenchimento diário em ciclos:

Ciclo de matérias na ordem: Português, Informática, Direito Constitucional e Direito Administrativo.

Horário:

Segunda-feira: Estudei Português e Informática e preenchi na planilha.

Terça-feira: De acordo com a sequência da lista, era para ter estudado Dir. Constitucional e Dir. Administrativo, mas passei mal e fui parar no hospital. E aí não deu pra estudar naquele dia. 🙁 

No horário fixo eu só voltaria a estudar essas matérias na outra terça-feira. Mas no horário de preenchimento diário eu continuo no dia seguinte a sequência do ciclo.

Então na quarta-feira eu continuo a sequência do ciclo e preencho o horário com Dir. Constitucional e Administrativo. Assim não fico muito tempo sem estudar nenhuma matéria.

DICA: Na montagem da planilha dê prioridade para as matérias que têm mais peso na prova e as que você tem mais dificuldades. Se possível, estude-as mais de uma vez na mesma semana.

Em caso de dúvidas no preenchimento das planilhas leia o seguinte artigo: Planilhas de Estudo para Concursos

Para finalizar esse tópico, algumas dicas importantes:

dicas de como estudar para concurso

Dica 1 – Por mais que você aprenda como estudar para concurso da forma correta, saiba que no início vai ser muito difícil passar horas e horas sentado estudando. Você terá dificuldades para se concentrar e terá vontade de ir fazer outra coisa. Mas se você persistir, com o tempo você vai progredindo e conseguindo estudar cada vez mais. Até você finalmente adquirir o hábito de estudo e conseguir estudar horas e horas por dia.

Acredite: com persistência qualquer pessoa pode adquirir o hábito de estudo.

Dica 2 – Não abra exceções no seu horário, pois elas podem se tornar a regra.

As pessoas vão te convidar para fazer coisas e vão dizer que “só um dia sem estudar não vai fazer falta”.

Mas se você ceder e abrir mão de um dia, a tendência é que isso se repita outras vezes.

Por isso tenha em mente que cada dia é importante e que, neste momento, o estudo é a prioridade na sua vida.

Se você quer passar em um concurso público, é preciso aprender a dizer NÃO!

Dica 3 – Quem trabalha tem menos tempo de estudo por dia. Mas é perfeitamente possível conciliar trabalho e estudo.

Geralmente, quem tem pouco tempo disponível costuma aproveitá-lo da melhor forma possível, com mais disciplina e determinação. E aí o estudo rende mais!

Estudar duas horas por dia com concentração e foco é melhor do que estudar seis horas por dia distraído, com a cabeça em outro lugar.

Dica 4 – Ainda que você não consiga estudar muitas horas por dia, é importante que você estude SEMPRE, diariamente, com regularidade.

Assim, fim de semana, feriados e férias devem ser dedicados ao estudo.

Ainda que você não consiga estudar muito, é importante estudar SEMPRE!

Dica 5 – Se você quer aproveitar cada minuto do seu dia para estudar, uma boa opção é o Pacote para Concursos da Editora Audiojus, que oferece as principais matérias cobradas em concursos em áudio (MP3).

Assim, você conseguirá estudar a qualquer hora e em qualquer lugar, seja na academia, no trânsito, no banho ou enquanto arruma a casa.

Atualmente, a tecnologia permite que você estude a qualquer hora e em qualquer lugar.

Dica 6 – Pratique atividade física regularmente: ainda que o seu horário seja muito apertado é essencial que você reserve pelo menos 30 minutos por dia para a prática de atividades físicas, como uma caminhada, por exemplo.

A prática regular de atividade física vai te trazer energia e disposição para suportar a rotina de estudos, aliviar o estresse e ansiedade e também melhorar o seu sono.

Passo 8 – Estude o edital tópico a tópico

Superada a etapa do planejamento e organização, é hora de colocar a mão na massa e dar início aos estudos.

Lembra que no tópico do levantamento das matérias (passo 3) eu disse para você pegar o edital do concurso anterior ou outro mais recente da mesma área?

Pois é! Você vai pegar esse edital e imprimir o conteúdo programático do seu cargo. Esse conteúdo traz todas as matérias e assuntos que podem ser cobrados na sua prova.

Então você vai utilizar o seu material de estudo em PDF ou vídeo aulas e vai estudar cada tópico desse edital, ponto a ponto.

É importante que você não deixe nenhum tópico para trás achando que não vai ser cobrado na prova, pois qualquer assunto previsto no edital pode ser exigido do candidato.

Aliás, tem banca organizadora que cobra até mesmo assunto que não está previsto no edital, para o desespero dos concurseiros.

Leia a parte teórica e em seguida faça exercícios sobre o assunto. Também é importante ler a legislação pertinente no Vade Mecum.

À medida que for progredindo, vá riscando os tópicos que já finalizou.

DÚVIDA: Aqui surge uma dúvida comum entre os candidatos: Vale a pena fazer resumos para concursos?

Eu nunca gostei de resumos e já escrevi um artigo sobre o isso. Penso que a melhor forma de ter um material para revisão é por meio de mapas mentais, mas vou falar mais sobre esse assunto adiante, no tópico sobre revisão.

Passo 9 – Conheça a banca

Além de estudar cada tópico do edital você precisa aprender como a banca vai te cobrar esse conteúdo.

Cada banca organizadora tem uma forma de cobrança, um estilo próprio. Além disso, também costumam ter algumas pegadinhas que se repetem.

E a melhor forma de conhecer a organizadora e superá-la é por meio da resolução exaustiva de questões anteriores da banca.

Para isso, você pode recorrer a sites de questões de concursos que permitem filtras as questões por banca e também pode baixar provas anteriores em sites como o PCI Concursos.

Passo 10 – Revisão

guia como estudar para concurso público

A revisão é outra etapa obrigatória para quem quer descobrir como estudar para concurso da forma que dá resultados.

Com o passar do tempo você vai esquecendo boa parte do conteúdo estudado. Por isso você deve fazer revisões periódicas para rever a matéria e fixa-la definitivamente na memória.

Essas revisões podem ser semanais, quinzenais ou mensais.

Considero que a forma mais eficiente de fazer revisões é:

  • reler os mapas mentais que você elaborou até então
  • resolver centenas de questões sobre a matéria, principalmente as comentadas.

– Revisão por mapas mentais:

Um mapa mental é um diagrama em que um determinado assunto é organizado de forma lógica e esquematizada. Envolve palavras-chave e também imagens.

Essa é uma excelente ferramenta para revisão e memorização da matéria.

O ideal é que você monte o seu próprio mapa, pois nesse processo de elaboração você vai aprender muito.

Veja um exemplo de mapa mental sobre desapropriação, bem elaborado pela Luana Araújo:

mapas mentais para concursoMapas mentais sobre controle de constitucionalidade elaborados pela Carol Alvarenga:

mapas mentais para concursoscomo estudar para concurso com mapas mentais– Revisão por questões comentadas:

Você encontra questões comentadas nos sites de questões e também em livros de exercícios voltados para revisão.

Os livros da Editora Juspodivm são uma boa opção, especialmente os da série Revisaço – Questões Comentadas.

Esses livros da série Revisaço trazem centenas de questões comentadas, na ordem do edital, e também esquemas e dicas que facilitam a fixação do assunto.

Clique aqui pra ler algumas páginas de um livro nesse formato.

Passo 11 – Não descuide da redação

Você não pode descuidar da prova discursiva ou de redação. A sua nota nessas provas pode ser o diferencial para a sua aprovação ou não.

Por isso você não pode deixar para fazer sua primeira redação na hora do concurso. Você deve se preparar para a prova de redação com antecedência, assim como faz com as outras matérias.

E a melhor forma de se preparar é com o treinamento constante. Baixe as provas anteriores e tente escrever pelo menos uma redação por semana.

Também procure ler livros e notícias para melhorar seu repertório e se manter atualizado sobre os assuntos que estão em evidência no Brasil e no mundo.

DICA: Se você tiver dificuldades em redação, recomendo que procure professores especializados, como é o caso da Flávia Rita. Esses professores te passam verdadeiras fórmulas ou “receitas de bolo” do que escrever em cada parte da redação. Também te ensinam a elaborar uma redação de acordo com os critérios de correção da banca. E isso facilita demais!

Passo 12 – Vá fazer provas!

Se você colocou em prática o que aprendeu até aqui e já estudou boa parte do edital, chegou a hora de começar a fazer provas. Por mais que você ainda não se sinta seguro, é importante prestar concursos para adquirir bagagem e experiência.

Ao fazer provas você vai se acostumar com o ambiente de prova, vai aprender a gerenciar o tempo disponível para a resolução das questões, e vai ver como tudo funciona na prática.

E isso é fundamental para que você se sinta cada vez mais tranquilo e confiante nas provas seguintes.

Fazer provas também é uma forma de você monitorar seus resultados. Analise seus resultados, verifique em quais matérias você está tendo as piores notas, e reforce o estudo dessas matérias.

O importante é que você não fique esperando o momento perfeito para começar a fazer provas. Ainda que não se sinta preparado, fazer provas vai te trazer todos esses benefícios.

Além de aprender como estudar para concurso, você precisa aprender como fazer provas de concursos. Por isso a prática é fundamental!

Passo 13 – Não desista!

concurso público persistência

Eu recebo muitas perguntas aqui no blog QPC de leitores querendo saber qual é o prazo para ser aprovado em concurso públicos. Muitos também perguntam quantos meses de estudo é preciso para passar em determinado concurso.

Eu sempre respondo que não existe prazo para ser aprovado em concurso público. Você deve estudar até o dia que for aprovado, nomeado e tomar posse.

E o prazo para isso acontecer varia de pessoa para pessoa. Não existe uma regra.

O que você deve ter em mente é que no mundo dos concursos públicos as reprovações são absolutamente normais.

Por isso, além de aprender como estudar para concurso, você precisa aprender a não desistir!

Conheço diversos aprovados nas mais diversas áreas e todos foram reprovados em concursos antes de conseguirem a primeira aprovação.

Assim, por mais que o seus resultados estejam demorando para acontecer, você não deve desanimar.

Imagine-se em uma fila em que os candidatos mais preparados estão no início. Com o tempo eles serão aprovados e deixarão essa fila.

Se você se mantiver na fila estudando, a sua hora também vai chegar.

Afinal, só não passa quem desiste! Portanto, persista e continue estudando, sem se preocupar com prazo.

Também não compare os seus resultados com os de outras pessoas. Cada um tem seu próprio ritmo de estudo e aprendizado.

DICA: Evite ao máximo sair comentando por aí que está estudando para concursos. Assim você evita criar um ambiente de pressão por parte de familiares e amigos.

Afinal, concurseiro tem que se preocupar em responder questões de provas, e não em responder perguntas inconvenientes do tipo: “E aí passou? Já está estudando faz tempo, não é hora de procurar um emprego? Conheço fulano que nem estudou e passou em vários concursos.”

Dica Final: Como Estudar para Concurso

Para finalizar o guia sobre como estudar para concurso, deixo uma dica que tenho certeza que vai fazer a diferença na sua aprovação: resolva questões de concurso exaustivamente!

Considero a resolução de questões a forma mais eficiente para aprender e fixar o conteúdo.

Por isso, recomendo que você faça simulados, resolva provas anteriores, assine sites de questões de concursos e adquira livros de questões comentadas.

Faça muitos exercícios, principalmente da mesma banca organizadora do concurso que irá prestar. Assim você aprende a não cair nas pegadinhas e também garante os pontos nas questões que se repetem.

Mas não cometa o erro de pular a teoria e começar pelos exercícios. Estudar a teoria é fundamental para que você crie uma base de conhecimento.

Somente depois de criar essa base você deve partir para os exercícios.

Então é isso! Encerro por aqui e espero que você tenha aprendido como estudar para concurso! 😉

Qualquer dúvida é só deixar um comentário!

Leia também:

Como Estudar Para Concurso: O Guia Definitivo! [Passo a Passo]
5 (100%) 7 votes

2 Comentários


  1. Pausei a leitura de outros artigos do blog para parabenizá-lo pela AULA que é este post.

    Sem firulas, com muita objetividade! Simplesmente sensacional.

    Muito obrigado pelas dicas de sempre, meu querido!

    Desejo muito sucesso pra ti e para teu blog.

    Abraço,
    Henrique

    Responder

    1. Grande Henrique! Tudo bem!?

      Fico feliz demais que tenha gostado!

      Este post deu trabalho e me dediquei bastante, mas as suas palavras já fizeram valer a pena!

      Abração,

      Guilherme Machado

      Responder

Comente este artigo!